PRÉVIA WILDCARD NFC: CAROLINA PANTHERS AT NEW ORLEANS SAINTS

PRÉVIA WILDCARD NFC: CAROLINA PANTHERS AT NEW ORLEANS SAINTS

Ah, os playoffs! O primeiro dia da pós-temporada 2017/2018 já deu o que falar. Afinal, quem estava esperando duas vitórias de visitantes? Na prévia que se segue, Carolina Panthers at New Orleans Saints, o time de fora também tem certas chances de surpreender, dado serem equipes da mesma divisão. Porém, acho que neste caso a equipe da casa é bem mais forte que aquelas que se despediram da competição ontem (sinto muito, torcedores de Chiefs e Rams). Siga esta prévia pra saber o que esperar desse jogão!

A NFC Sul on fire

Uma coisa que se pode afirmar de certeza é que dois dos quatro remanescentes da NFC serão da divisão Sul. Acha pouco? Por apenas este fato, acredito que Falcons, Panthers e Saints já vêm com mais vantagem que Vikings e Eagles, por exemplo. Mesmo o Bucs, se estivesse em outra divisão, poderia ter um destino diferente.

O fato é que essas equipes tiveram muitas partidas complicadas já na temporada regular e surge uma leve vantagem agora no vale tudo. Falando especificamente do confronto de hoje, o Saints varreu o Panthers em ambos os jogos: na semana 3, por 34 a 13 fora de casa (com direito a três interceptações de Cam Newton); e na semana 13, por 31 a 21, em New Orleans (onde o Saints teve um fumble).

Esta será a 21a vez desde 1970 que um time que venceu ambos os jogos contra seu rival de divisão irá enfrentá-lo uma terceira vez na pós-temporada. Os times que triunfaram nos primeiros jogos estão 13-7 nessa estatística. A última vez que a zebra ganhou foi o New York Giants em sua surpreendente corrida na conquista do Super Bowl XLII, válido pela temporada de 2007/08.

No que prestar atenção

Bam bam Cam

Acredito que o que mais vai ditar a história do confronto de hoje é o quarterback Cam Newton. A temporada do Panthers tem se resumido em vitórias quando o #1 vai bem e derrotas quando ele some de campo. A inconsistência de Cam custou caro em alguns momentos, como na derrota inexplicável para o Chicago Bears na metade da temporada. Se o QB conseguir correr, as chances do Panthers aumentam muito. Caso os LBs do Saints vençam este duelo, não sei se o fraco corpo de recebedores do Panthers consegue assumir a responsa e ser o que o ataque precisa.

Quase que só depende de você, Cam

Cam Newton tem sido um QB tentando se reencontrar após o prêmio de MVP em 2015. Tentou ser menos móvel e aprimorar seu passe em 2016, mas teve um desempenho medíocre. Esta temporada, correu mais que em qualquer outra em sua carreira, somando 754 jardas (a oitava marca de um QB na história) e liderando o time em avanço terrestre. O meio termo ainda não foi encontrado, mas pelo visto a chave é deixar o QB correr — pelo menos por enquanto. Jogadas de read option ou até de play-action são opções bem interessante para dinamizar o ataque do Panthers e ameaçar o favoritismo do Saints hoje.

Greg Olsen e a defesa inexperiente do Saints

Convenhamos que a saída de Kelvin Benjamin para o Bills e Greg Olsen machucado a maior parte da temporada também não ajudaram Cam no jogo aéreo. O TE parece estar pronto pra jogar e pode ser um ponto chave do jogo. A secundária rookie do Saints, liderada pelo CB sensação Marshon Lattimore (que deve ganhar o prêmio de calouro defensivo do ano) e pelo safety Marcus Williams fechou muito bem as portas este ano. Todo mundo sabia que o problema do Saints era a defesa e ainda juntaram Alvin Kamara a Drew Brees, então o ponto fraco da equipe continua sendo seu sistema defensivo. Lattimore e Williams vão segurar o tranco da pós-temporada? E, talvez mais importante: os LBs do Saints estão preparados para a ameaça slot e as rotas médias de Olsen? Acho que isso vai influenciar muito o jogo hoje.

Sobre o Saints…

Não tem muito o que falar sobre o New Orleans Saints deste ano. O duo sensacional de Ingram+Kamara assumiu o jogo terrestre e o fato de Drew Brees estar under center torna esse ataque o mais letal da NFL. Com todos esses caras saudáveis e Mike Thomas recebendo as bolas, ouso dizer que poucas defesas podem fazer frente. A do Panthers é uma delas, além da do Vikings. Mas, mesmo assim, vejo esse ataque num nível acima em questão de dinâmica e possibilidades infinitas de jogo. Como já foi citado acima, a defesa vai ser mais questionada na partida. E sigo com essa opinião.

Em um time que já tinha Drew Brees, juntar Ingram e Kamara é quase desleal

Retrospecto do confronto

Essa é uma primeira vez! Apesar de se conhecerem de cabeça pra baixo, Saints e Panthers jamais se encontraram na pós-temporada. O Panthers lidera os confrontos diretos em 24 a 22, não que isso queria dizer algo.

A equipe que vencer hoje vai poder ter aquela “falsa” sensação de poder falar que venceu 100% dos jogos contra o outro em pós-temporada. E aí, qual é o seu palpite?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *