UM RESUMO DO TRAINING CAMP DO NEW YORK JETS

UM RESUMO DO TRAINING CAMP DO NEW YORK JETS

Assim como os outros 31 times da NFL, o New York Jets já está com o seu training camp em andamento. O objetivo é se recuperar da desastrosa temporada 2016, quando o time conseguiu apenas 5 vitórias.

Os treinos começaram no último sábado (29/07) e marcou o começo de Colleen Smith  como estagiária, a primeira mulher a fazer parte da comissão técnica da franquia. O técnico Todd Bowles disse em entrevista que o conhecimento de futebol americano de Colleen é impressionante e que achou uma boa ideia trazer uma mulher para equipe, que até agora só contava com homens estagiando. Bowles destacou, porém, que ela não foi chamada por ser mulher, mas sim por suas habilidades. “Ela é uma boa treinadora de futebol americano.”, disse o comandante do Jets.

Foto: Divulgação

O maior problema de Bowles é achar seu novo quarterback. Com a saída de Ryan Fitzpatrick, a escolha será entre Josh McCown, Bryce Petty e Christian Hackenberg. A princípio, McCown será o titular, mas aos 38 anos ele não está com a vaga garantida e pode abrir espaço para os jovens Petty e Hackenberg.

Durante os treinos todos treinaram com o primeiro time. Hackenberg já demonstrou alguns bons arremessos e McCown se mostrou melhor na tomada de decisões. Todd Bowles disse que será um processo de muita avaliação para chegar ao seu titular.

Foto: Divulgação

Reforços e calouros dispostos no Jets

Independente de quem chamará as jogadas, esse QB contará com jogadores dispostos a ajudar na reconstrução do time como os RBs veteranos Matt Forté e Bilal Powell além de jogadores recém-chegados.

O TE Austin Sefarian-Jenkins chega ao Jets no seu 4º ano de carreira, mas depois de se recuperar de uma lesão e perder peso, ele diz estar com a mente como se estivesse no seu ano de calouro. Ele chamou a atenção tanto do técnico Bowles quanto do coordenador ofensivo John Morton, que pretende fazer muito uso de tight ends no seu esquema.

O mais novo integrante da Gang Green é o WR Lucky Whitehead, dispensado pelo Dallas Cowboys na última semana após ver seu nome envolvido em queixas policiais que acabaram sendo um mal entendido. Whitehead se disse agradecido pela oportunidade dada de recomeçar e limpar seu nome.

 

Foto: Divulgação

As duas primeiras escolhas do Draft, Jamal Adams e Marcus Maye, também estão se mostrando com muita vontade. Depois de dividirem o quarto nas atividades para calouros, eles também estão dividindo o quarto no training camp para se entrosarem o máximo possível e demonstrar isso dentro de campo. A estratégia parece estar funcionando, depois dos treinos com o time titular no domingo Todd Bowles disse:

“Eles sabem jogar. É raro esse tipo de coisa acontecer, mas esses 2 caras mostraram tanto nos treinos de primavera com o que os ensinamos. Eles podem só melhorar. O seu nível de maturidade até agora aprendendo as jogadas ultrapassou nossas expectativas. Achamos que esses caras estão prontos para jogar.”

Veterano destaca o conjunto

Matt Forté está apenas no seu segundo ano no Jets, mas aos 31 anos já é um veterano na liga. Durante os treinos ele disse que o grupo está muito coeso, que todos se respeitam não só como homens, mas também como competidores e atletas. Ele afirma que todos estão lá para competir por posições, mas também para que eles se sintam bem uns com os outros. Ele disse que a energia é diferente, porém de uma boa maneira.

Apenas durante a temporada é que veremos como esse entrosamento no training camp trará resultados. O Jets terá que trabalhar muito se quiser ser um competidor a ser temido na AFC East.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *