TRAINING CAMP SELEÇÃO BRASILEIRA FEMININA DE FLAG 5×5

TRAINING CAMP SELEÇÃO BRASILEIRA FEMININA DE FLAG 5×5

A Seleção Brasileira de Flag Football Feminina 5×5 já começou seus preparativos para a disputa da Copa do Mundo de Flag Football da IFAF 2018, que será realizada no mês de setembro, no Panamá. Para esta Copa houve muitas mudanças e novidades.

A primeira mudança ocorreu na comissão técnica com a chegada da coordenadora defensiva Victoria Guglielmo e a auxiliar defensiva Ingrid Camargo. Fernando Takai continua como coordenador ofensivo e Danilo Muller como Head Coach. A segunda novidade está na chamada de atletas de maneira diferenciada para o Training Camp da Seleção Feminina deste mundial.

ATLETAS DESTAQUE

Com o crescimento do flag football 5×5 feminino em todo o Brasil a comissão técnica da seleção brasileira não quis deixar passar nenhum destaque dos times do Brasil e inovou na convocação.

Decidiram por deixar a CT de cada time indicar suas melhores jogadoras. Sendo assim, eles podem trabalhar com as jogadoras destaques e crescer ainda mais.

TRAINING CAMP SELEÇÃO FEMININA DE FLAG FOOTBALL 5x5

1º TRAINING CAMP SÃO PAULO

Em novembro de 2017, nos dias 11 e 12, foi realizado o primeiro Training Camp da Seleção Brasileira Feminina de Flag Football 5×5 no Clube de Campo do Palmeiras, em São Paulo, nesse novo formato voltado para as indicações.

Eles tiveram o objetivo de desenvolver e difundir a modalidade, além de analisar e conhecer as atletas para preparar o futuro time (claro, parte dele) para a disputa do Campeonato Mundial do Panamá.

Foram dois dias inteiros de treinamentos intensos, de muito aprendizado. Para a surpresa de todos, o TC contou com 53 atletas de 28 times do Estado de São Paulo e região Sul do Brasil. Um final de semana sendo um centro de capacitação e energia boa.

2º TRAINING CAMP – SÃO PAULO

Com o sucesso do primeiro training camp a comissão técnica decidiu chamar para a segunda fase as atletas que mais se enquadraram nos objetivos deles.

Não perdemos a oportunidade e a nossa correspondente Lakita Sodré foi conferir de pertinho a segunda fase, aproveitando para bater um papo com a comissão.

SEGUNDO TRAINING CAMP - SP
Foto: Fotografia011

CONVERSA COM A COORDENADORA DEFENSIVA – VICTÓRIA GUGLIELMO

NFL Luluzinha Club: Como você enxerga a o nível da seleção brasileira comparada com as outras seleções?

Vic: Olha, hoje em dia o nível está muito parecido. Por exemplo, o Panamá no primeiro Mundial ficou em 13º e nós em 14º. No último eles ficaram em primeiro e nós em 6º. Estamos crescendo evoluindo junto com eles. Antigamente México e EUA dominavam e agora estão todos no mesmo patamar.

NFL Luluzinha Club: Conte a sensação de ser parte da CT da seleção.

Vic: Sempre foi um objetivo de vida estar na seleção. Sou formada em Educação Fìsica e sempre amei esporte, fui atleta por muitos anos, joguei flag 10 anos e o objetivo final sempre foi virar técnica de flag ou outro esporte.

NFL Luluzinha Club: Qual conselho que você dá para jogadoras que estão iniciando agora no esporte?

Vic: É apaixonante esse esporte. Primeiro de tudo. Todo mundo já se apaixonou. Vocês vão gastar, vocês vão fazer muitas coisas por essa paixão, mas não desistam. A gente ainda vai chegar em um nível bom de algum tempo não precisar mais gastar, então não desistam. Teremos muitas dificuldades e vocês precisam ir em busca disso, do que vocês gostam.

CONVERSA COM O HEAD COACH – DANILO MULLER

NFL Luluzinha Club: A primeira fase do training camp de São Paulo teve muitas atletas inscritas. Você achou isso bom? Ou crê que seja melhor diminuir para que se tenha mais tempo para avaliar todas as atletas?

Dan Muller: Com certeza, 54 atletas é difícil o treino, mas foi bom para a avaliação. Além de serem avaliadas, ensinamos algumas coisas, vimos a capacidades delas em aprender rapidamente e conseguir executar coisas que fazemos na seleção. E é incrível como o nível do flag football feminino aumentou demais. A seletiva desse ano foi ótima, nem se compara aos anos anteriores.

NFL Luluzinha Club: Como está sendo essa segunda fase em São Paulo? Quais os critérios?

Dan Muller: Agora estamos conseguindo exigir mais das atletas. A primeira foi uma avaliação de jogadoras de flag football e agora como jogadoras de seleção. Estamos exigindo muito mais delas. Para conseguir seguir o processo e diminuir o quadro de atletas. Os critérios são os que sabem executar rapidamente, adaptações, entre outros. Todas estão em ótimo nível, será bem difícil.

NFL Luluzinha Club: Qual conselho você dá para as jogadoras que almejam seleção?

Dan Muller: Fundamento. Primeiramente é aprender muito fundamento. Muitas treinam rotas e catch, porém, volte. É voltar, preparar o stance, melhorar a explosão, trabalhar quadril e mãos. É importante todas, inclusive veteranas, voltar e trabalhar isso.

PRÓXIMOS TRAINING CAMPS

Este final de semana será o Training Camp em Campo Grande/MS e nos dias 24 e 25, o de fevereiro será realizado no Rio de Janeiro/RJ.

No Primeiro Mundial ficamos em 12º lugar, depois em 10º e no último Mundial em 6º lugar em Miami. Confira a matéria que fizemos em 2016 aqui. O crescimento é nítido e este ano estaremos com vocês em qualquer lugar!

União, Coração, Brasil!

<3

 

Edit: Primeiro mundial, na Suécia, a seleção brasileira ficou em 12° de 12 seleções.
Em 2014, na Itália, em 10° dentre 14 seleções.
2016, nos EUA, em 6° dentre 11 seleções.

2 thoughts on “TRAINING CAMP SELEÇÃO BRASILEIRA FEMININA DE FLAG 5×5

  1. Primeiro mundial, na Suécia, ficamos em 12o. de 12 seleções.
    Em 2014, na Itália, ficamos em 10o. dentre 14 seleções.
    2016, nos EUA, ficamos em 6o. dentre 11 seleções.

    1. Olá Grazi! Essas informações foi a Victoria Guglielmo que nos passou. Pedimos desculpa pelo ocorrido e iremos alterar. Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *