A SAGA DE NOVOS QUARTERBACKS NO BALTIMORE RAVENS

A SAGA DE NOVOS QUARTERBACKS NO BALTIMORE RAVENS

O Baltimore Ravens assinou com um quarterback na sexta (28). Para tristeza de uns e alegria de outros ele não se chama Colin Kaepernick, e sim David Olson.

Conheça David Olson

Nasceu em 20 de novembro de 1991, em Menomonee Falls, Wisconsin. Seu pai, Bruce, era quarterback em Minnesota e seu irmão Aram, fullback de Ohio State. Graduou-se em Licenciatura em Ciências e Engenharia por Stanford.

Olson jogou em Stanford por quatro temporadas (2010-2013), passou por Washington State e transferiu-se para Clemson em seu útlimo ano de elegibilidade. Em seu ano como sênior, lançou para 1.857 jardas e 18 touchdowns aéreos e 5 touchdowns terrestres.

Era free agent na NFL desde janeiro de 2016 e se tornou quarterback do Kansas City Phantoms, time de indoor american football, em fevereiro do corrente ano, onde permaneceu até junho. O indoor é uma modalidade que do futebol americano, praticado em uma área menor do que o campo tradicional que conhecemos. Conheceu Jim, irmão de John Harbaugh, head coach do Ravens, em Stanford, que o elogiou para seu irmão.

(Foto: Rick Scuteri/AP)

Leia Mais: Flacco e Dixon: lesões que preocupam o Baltimore Ravens

O caso Colin Kaepernick

Muito se especulou sobre a contratação de Kaepernick nos últimos dias. O coach John Harbaugh, do Baltimore Ravens confirmou que tem conversado com o quarterback:

“Conheci Colin através do seu irmão há muitos anos. Conversamos muitas vezes durante o verão. Nos falamos algumas vezes por telefone e foi um prazer falar com ele e conhecê-lo melhor. Gosto de história e política, então tivemos alguns debates e foi divertido. Ele é um ótimo cara, um cara que está sendo assunto. Veremos o que vai acontecer, mas por enquanto é apenas especulação. É um ótimo jogador de futebol e, como eu já disse, acredito que jogará na NFL este ano.” disse John.

Kaepernick teve seu contrato com o San Francisco 49ers anulado no fim da última temporada regular. Especula-se que o principal motivo foi sua forma de protesto à violência policial contra negros, em que se ajoelhava durante a execução do hino nacional americano. Desde então, não encontrou outra equipe para jogar.

Apesar da assinatura com Olson, o Ravens não descartou a possibilidade de fecharem com Colin. Caso Baltimore sinta necessidade de reforçar seu time de quarterbacks, Kaepernick sem dúvidas é a melhor opção. Além de Joe Flacco, titular ainda incontestável, a equipe conta com Ryan Mallett e Dustin Vaughan.

Só na última temporada, em apenas 12 jogos, lançou 2.241 jardas, 16 touchdowns e 4 interceptações, além das 468 jardas e 2 touchdowns conquistados com as próprias pernas.

“Depende de Colin, antes de tudo. Qual é a paixão dele? Qual é a prioridade dele? O que ele quer fazer? Como está sua forma física, se ele está pronto para ir, e então vem nossas necessidades. Então, vamos ver como será.” disse John Harbaugh.

Possíveis impasses

Outra questão que pode dificultar a negociação, além da repercussão do prostesto de Colin, é a financeira. O único compromisso do Ravens com Mallet é um bônus de assinatura de U$1 milhão. Já para Kaepernick, é bem provável que precisem desembolsar um pouco mais, já que só na última temporada, o quarterback recebeu cerca de U$14 milhões em San Francisco.

Os fãs do Baltimore Ravens têm opiniões bem divididas sobre a situação. Alguns afirmam nas redes sociais que ficariam chateados com a contratação e até mesmo deixariam de apoiar o time. Outros dizem que Kaep deve ter liberdade de expressão e deixariam suas ideias políticas de lado para pensar apenas no potencial como jogador. E você, acha que Baltimore deve contratar Kaepernick? Qual sua opinião sobre a aposta da equipe em David Olson? Conta pra gente nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *