RESUMÃO FINAIS DE CONFERÊNCIA

RESUMÃO FINAIS DE CONFERÊNCIA

Estou a cada dia mais triste e ao mesmo tempo feliz: feliz por escrever mais um resumão na semana, e triste, porque estão cada vez mais afunilados. Saudades de escolher jogos a dedo para escrever. Agora, só daqui a 8 meses.

Já temos definido o Super Bowl LI, que será realizado em Houston, Texas: Atlanta Falcons e New England Patriots. Se depender dos dois ataques doutrinadores que vimos nas finais, esse Super Bowl PROMETE, afinal, merecemos um espetáculo de encher os olhos (terá a Lady Gaga, metade do espetáculo já está garantido, diga-se de passagem).

Vamos para o que teve nesse domingo maravilhoso: Packers e Steelers apagados, Matt Ryan com uma mão no MVP (acredito!!), Tom Brady sendo Tom Brady e muita festa na torcida do Falcons, que foi uma uma coisa muito linda de se ver.

 

Green Bay Packers x Atlanta Falcons

Matty Ryan, diz pra gente: quem é que vai pro SB?

 

Se eu elogiei muito o Packers na semana passada, poderia retirar metade dos elogios, se dependesse desse jogo. Claro que continuo achando a equipe grandiosa, Aaron Rodgers um líder excepcional e tudo mais, porém, o que aconteceu com esse time? O Atlanta Falcons atropelou o Packers, tornando-se campeão da Conferência Nacional, com Matt Ryan com 392 jardas e comandando um ataque que não deu uma brecha sequer para o adversário.

Para começar, em praticamente todas as campanhas do Falcons, o touchdown ou field goal era certo. No outro lado, nada parecia funcionar, até quando tinha que funcionar.

No primeiro quarto, o Falcons já abriu 0 x 24, com touchdowns de Mohamad Sanu, Matty Ryan e Julio Jones, além de um field goal do K Matt Bryant. No lado do Packers, tivemos um field goal errado do K Mason Crosby (sim, esse mesmo que fez aquele milagre e chutou com muita emoção contra o Cowboys), Aaron Rodgers interceptado e um fumble do Fullback Aaron Ripkowski.

Na segunda etapa da partida, houve mais bombardeio: Julio Jones alcançou um touchdown de 73 jardas, e o Packers conseguiu o seu primeiro ponto na partida, na conexão Aaron RodgersDavante Adams. O RB Devonta Freeman retribuiu o touchdown, e logo depois, Jordy Nelson, recém recuperado de uma lesão, marcou o seu ponto na partida. No último quarto, o RB Tevin Coleman aumentou ainda mais o marcador e colocou mais um prego no caixão do Packers. Por outro lado, o TE Jared Cook diminuiu, acabando tudo em 21 x 44 e o Falcons fazendo uma grande festa, já com a cabeça em Houston.

Infelizmente, não tivemos um jogo com espetáculo para todos os lados, porém, tivemos o Falcons dando uma aula de futebol americano. Ataque perfeito, defesa perfeita, aproveitando ao máximo os turnovers e não sendo um time marrento em campo. É preciso reconhecer e muito os méritos do Packers até aqui, não deixando de ser gigante por conta de uma partida e um título de conferência perdido. Claro, seria muito mais bonito se o Packers fosse o mesmo do jogo contra o Cowboys, não? Ou quiseram poupar nosso coração dessa vez?

Pittsburgh Steelers x New England Patriots

Só correr pro abraço

Um Steelers apagado e um Patriots jogando como na grande maioria das vezes: esse seria um ótimo resumo da partida.

Os visitantes perderam logo de cara o RB Le’Veon Bell, o que comprometeu e muito o jogo terrestre. Do outro lado, o WR Chris Hogan fez incríveis 180 jardas, acabando com a partida, sendo o “QUE HOMEM” do jogo.

O primeiro tempo foi um tanto quanto equilibrado: Hogan anotou dois touchdowns e o K Gostkowski acertou um fielg goal; do outro lado, o Steelers anotou um touchdown com o RB DeAngelo Willians, porém, o K Chris Boswell acabou errando o extra point. Os times foram para o vestiário indefinidos, podendo de tudo rolar na segunda metade da partida.

No segundo tempo, o Steelers perdeu muito rápido a posse de bola, e o Patriots acabou aproveitando com um field goal. Na verdade, no terceiro quarto, o Steelers não conseguiu nenhum ponto, enquanto o Patriots marcava mais dois touchdowns e um field goal, não dando mais chances para o adversário apertar o jogo, acabando tudo em 17 x 36 e o New England Patriots consagrando-se campeão da Conferência Americana.

O incrível dessa partida, além de ser a 6ª (SEXTA!!!) vez que o QB Tom Brady vai com sua equipe para o Super Bowl, foi a perfeição com a qual coordenou o seu ataque: teve 9 recebedores diferentes durante toda a partida e 431 jardas totais. O Steelers teve um desempenho precário, principalmente na red zone, e o ataque não conseguia fluir, com o QB Ben Roethlisberger tendo que apelar para o ataque aéreo, pois o terrestre ficou comprometido com a falta do Le’Veon Bell.

Atlanta Falcons e New England Patriots já estão arrumando as malas para desembarcar em Houston. Está chegando a hora do maior (ou um dos maiores) espetáculos esportivos do planeta. Ano passado tivemos a lenda viva Peyton Manning ganhando o Super Bowl L e logo se aposentando, despedindo-se com estilo. Um halftime magnífico com a diva Beyoncé, Bruno Mars e Coldplay, além da própria Lady Gaga, atração desse ano, cantando o hino nacional americano. Super Bowl LI, eu estou com fé que você não irá nos decepcionar. O resumão do Super Bowl será emocionante, aguardem.

As partidas de domingo não foram tão competitivas, mas não dá para desprezar a sua beleza “exótica”: afinal, é NFL, e ela sempre vai ser linda. Já estou com saudades.

Enjoy <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *