RESUMÃO DA DIVISIONAL ROUND

RESUMÃO DA DIVISIONAL ROUND

Gente, vocês estão vivos depois desse Divisional Round para definir quem será o campeão de cada Conferência para ir ao Super Bowl? Não sabemos explicar melhor o que aconteceu, por isso irei resumir com essa imagem, antes de irmos para os jogos:

turma da mônica divisional round
Foto: Reprodução

 

Atlanta Falcons at Philadelphia Eagles

Na rinha de galo que abriu a Divisional Round no sábado, o Eagles voou mais alto e acabou levando a melhor por 10×15, no Lincoln Financial Field. Quem aí duvidava do Nick Foles? É, eu sei que vocês não (aham).

O ataque do Eagles não foi lá essas coisas, mas também fez o básico e conseguiu ser eficiente. O Falcons conseguiu pontuar quando o adversário não estava se encontrando muito no jogo, conseguindo os 10 pontos. Agora, quando falamos da defesa do Eagles, essa merece as honras.

No início da partida, o ataque cedeu um turnover com fumble sofrido de Jay Ajayi, que resultou em um field goal de 33 jardas convertido por Matt Bryant. Depois… outro fumble, mas dessa vez em um retorno de punt! Assim como contra o Rams, o Falcons conseguiu forçar erro de Special Teams. O Eagles parecia perdido dentro da própria casa. Assim fica difícil, né?

Mas, ainda no primeiro tempo, a tensão das águias foi baixando, tanto que conseguiam produzir, principalmente com Jay Ajayi. O RB se redimiu e conquistou muitas jardas, mas foi LeGarrete Blount quem entrou na endzone e tirou o zero do placar. Depois disso veio o “incidente” do fumble no punt, citado logo acima, que Matt Ryan aproveitou muito bem e lançou para Devonta Freeman pegar lá dentro da endzone. Mal saberíamos que o Falcons pararia nos 10 pontos, pois estava um tanto superior ao adversário. O primeiro tempo acabou com o placar 10×9 para os visitantes. O kicker do Eagles, Jake Elliott, errou o extra point mas acertou um field goal de 53 jardas no two minute warning.

divisional round eagles x falcons
Foto: Reprodução

Na volta do intervalo, Nick Foles conseguiu produzir e compensar o primeiro tempo, convertendo terceiras descidas preciosas. Para deixar sua equipe na frente do placar, conduziu uma campanha que deixou o Elliot na linha de 37 jardas para um field goal, que o mesmo converteu.

A forte defesa do Eagles não deixava o Matt “Ice” ser tão Ice assim, o limitando a poucas jardas totais do jogo. O ataque das águias estava em sintonia com a defesa, pois aproveitava bem as oportunidades que a outra deixava.

A cinco minutos do fim, o Eagles marcou mais um field goal. A bola voltou para o Falcons, que conduziu muito bem seu ataque até ficar a três jardas da endzone. A chance de desempatar a partida estava naquela quarta descida, quando Matt Ryan lançou para Julio Jones e o mesmo dropou dentro da endzone. Esse drop miséravel sacramentou o voo mais alto das águias, que irão disputar o título da NFC com o Vikings.

Tennessee Titans at New England Patriots

O segundo jogo do Divisional Round foi o mais chatinho de todos, talvez por ser um tanto previsível. O Patriots confirmou o favoritismo e venceu por 14×35, em Foxborough.

O Titans até que começou bem, dando um pequeno susto nos donos da casa, forçando punts e abrindo o placar com Corey Davis. Mas foi só até o touchdowm mesmo, porque depois só deu Patriots.

Tom Brady aproveitou que o time estava desanimado e foi colocando um passe perfeito atrás do outro, em especial para Danny Amendola. Dos 33 passes corretos do QB na partida, onze conexões foram parar nas mãos dele, que conseguiu a marca de 112 jardas. James White foi outro destaque ao correr e receber para touchdown.

divisional round patriots x titans
Foto: Reprodução

A defesa do Titans ficou muito frágil. Talvez tenha sido cansaço, visto que o ataque não ficava muito tempo em campo. O touchdown de honra do Titans ficou novamente com Davis, que marcou no fim da partida, no garbage time.

Tom Brady fez história mais uma vez: tornou-se o quarterback mais velho a vencer uma partida de playoffs, além de passar Bett Favre na marca de touchdowns! Como não vamos amar odiar essa pessoa? Impossível. Precisamos parar o Tom Brady!

O Patriots irá para a decisão da AFC contra o surpreendente Jacksonville Jaguars. Será que teremos mais loucura?

Jacksonville Jaguars at Pittsburgh Steelers

No domingo, a Divisional Round dobrou a esquina da loucura de um jeito que ninguém acredita até agora. Definitivamente, esses são os melhores playoffs dos últimos anos, e o Jaguars é um dos principais “culpados”.

A sua torcida maluca já foi notícia aqui no Luluzinha, por sua linda atitude. Porém, eles não imaginavam que o time daria mais um presentão para todos, vencendo o Steelers dentro do Heinz Field, com toalhinhas amarelas para todo lado, por 45×42.

Quem diria que o “Sacksonville” daria ainda mais surpresas? Pois é, nem os torcedores mais otimistas colocaram tanta fé no MVP Blake Bortles.

Bortles terminou a partida com 14 passes certos de 26 tentativas. Foram 214 jardas e um touchdown para o QB. Ben Roethlisberger obteve 384 jardas, quatro touchdowns e uma interceptação. Olhando assim, nem dá para imaginar a loucura que foi, né?

O Jaguars dominou praticamente todo o primeiro tempo de jogo. Leonard Fournette fez um carnaval na defesa do Steelers, começando com um touchdown de quarta descida, passando o trator em cima do adversário. Não contente em só fazer isso, ainda aproveitou muito bem a interceptação de Myles Jack e marcou mais um touchdown. TJ Yeldon fez mais 6 pontos e os visitantes ficaram com incríveis 21 pontos na frente.

divisional round steelers x jaguars
Que mergulho lindo, Fournette! Foto: Reprodução

O Steelers acordou no segundo quarto, marcando um touchdown com Antonio Brown. Big Ben foi sackado, sofreu um fumble e o Jaguars retornou para touchdown, mantendo a diferença grande. A seguir, outra bomba para Matarvis Bryant… poderíamos dizer que ainda havia esperança dos donos da casa virarem, afinal, o ataque estava produzindo.

Na volta do intervalo, o Steelers conseguiu entrar na endzone com Le’Veon Bell. Nesse ponto, a diferença era apenas uma posse. Era a hora de animar o Heinz Field e agitar de vez as toalhinhas amarelas! Os mandantes ainda bloquearam um punt, tiveram a posse de bola, mas não conseguiram converter uma 4ª/1. A bola voltou para o Jaguars e Bortles deve ter dito “tudo eu nessa casa então?” e mostrou como se faz, mandando um lindo e longo passe para Keenan Cole. Para castigar mais um pouco, o incrível Fournette fez mais um touchdown.

Lá vai o Steelers de novo correr atrás do prejuízo. A equipe até conseguiu bons espaços e tudo mais, porém, o Jaguars era o visitante indesejável, aquele que estraga a festa e não ajuda a pagar o aluguel do salão. No fim da partida, Le’Veon Bell conseguiu entrar na endzone. Jaguars marcou mais um field goal e estava gastando relógio, e, como se não bastasse, ainda recuperou um onside kick. Na campanha final do Steelers, o milagre não veio, mas sim, só mais um touchdown de JuJu Smith-Schuster, finalizando a partida.

Apesar da derrota, Big Ben merece todos os méritos pelo pontos na partida, pois fez milagres e ainda tirou coelhos da cartola. Bortles, bem… alguns já estão falando que ele parece o MVP da temporada 2017.

New Orleans Saints at Minnesota Vikings

Para fechar a Divisional Round e deixar nossa adrenalina lá em cima em pleno domingo, Vikings e Saints protagonizaram cenas que não sairão da nossa cabeça tão cedo. O placar foi o histórico 24×29, com o Vikings decidindo a NFC com o Eagles.

O jogo foi dividido em três partes: Vikings dominando, Saints reagindo e C-A-O-S.

divisional round vikings x saints
CAOS! Foto: Facebook Oficial Minnesota Vikings

Vikings dominando

Ataque e defesa do Vikings estavam mostrando domínio absoluto contra os visitantes. Case Keenum pareceu nem sentir a pressão do seu primeiro jogo de playoffs.

A primeira pontuação veio com Jerick McKinnon. Após uma excelente campanha de ataque, Forbath converteu um field goal curto (fichinha pra ele). Até então, praticamente o time do Saints não existia em campo, parece até que se esqueceram como se joga. Drew Brees teve duas interceptações. Em uma delas, o Vikings aproveitou a boa posição de campo para Latavius Murray entrar na endzone. A equipe da casa foi para o vestiário vencendo por 00×17.

Saints reagindo

O Vikings queria que virasse passeio, mas conseguiu a proeza de ficar muito tempo no ataque e sair somente com um punt! O Saints parece que se alimentou do apagão dos donos da casa para começar a aparecer na partida. Afinal, Deus Brees está em campo.

O Saints estava abençoado, principalmente com Brees e Kamara. A equipe anotou o seu primeiro touchdown na partida com Michael Thomas. Depois, a defesa ainda conseguiu interceptar Keenum! De novo, Brees encontrou Thomas na endzone para encostar no placar. Era a hora do tudo ou nada, e só um levaria a vitória da divisão.

CAOS

Os minutos finais que pareceram horas para os torcedores. Esses três minutos com quatro viradas no placar ficarão marcados para sempre principalmente na história do Vikings. Os minutos do caos.

Brees vinha empolgado e achou Kamara na endzone faltando 3 minutos para o fim. O Vikings respondeu a pontuação com um longo field goal de 53 jardas, que Forbath acertou lindamente. Brees retomou a posse de bola faltando 1 minuto e liderou uma campanha que deixou Wil Lutz na linha de 43 jardas para field goal, que foi convertido. Com 25 segundos no relógio, Keenum errou uma sequência de passes que culminou com apenas 10 segundos de relógio e uma posição longe da área de field goal. Então, na jogada que ainda estamos tentanso entender, ele achou Stefon Diggs lá no cantinho. A conexão foi feita, mas o que ninguém contava era que o safety Marcus Williams fosse errar o tackle. Diggs correu até a endzone e nem ele estava acreditando nisso. Já tão chamando isso de Milagre de Minneapolis.

Lembre-se que tudo isso aí aconteceu em 3 MINUTOS! Foram quatro trocas de liderança, contando com o touchdown da vitória. O US Bank veio abaixo e triunfo magnífico e histórico do Vikings! Foi uma explosão e arrepia até agora falar disso. NFL, você ainda irá nos matar!

Momento bacana do Divisional Round:

A senhorinha Millie Wall, de 100(!!!) anos, torcedora do Vikings, emocionou a todos nós e ainda recebeu um presentão do seu time do coração. A franquia ofereceu entradas para o jogo contra o Saints, pois a mesma estaria comemorando seu 100º aniversário justamente no dia da partida (confira o vídeo com o recadinho aqui). Não contente em só ganhar o ingresso para este jogo, ainda irá ao Super Bowl LII, que será no US Bank Stadium. Maravilhosa e maravilhosos! Ah, lembrando que foi a primeira partida que ela assistiu dentro do estádio. Você quer emoção, @?

Olha ela aí no US Bank Stadium:

Divisional Round
Foto: Reprodução

A próxima rodada será toda no domingo, com os duelos de Conferência. Primeiro, o Patriots recebe o Jaguars às 18h05, no horário de Brasília. Logo após, às 21h40, o Eagles tem a dura missão de encarar o Vikings em casa. Siga conosco nas nossas redes sociais, que contamos tudo e não te deixamos perder nada.

Enjoy <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *