RENOVAÇÃO (QUASE) TOTAL NA COMISSÃO TÉCNICA DO SEATTLE SEAHAWKS

RENOVAÇÃO (QUASE) TOTAL NA COMISSÃO TÉCNICA DO SEATTLE SEAHAWKS

Mesmo depois mais uma campanha positiva na temporada, houve praticamente uma renovação completa na comissão técnica do Seattle Seahawks. O técnico principal Pete Carroll permanece no cargo, mas terá novos subordinados para a temporada 2018-19.

O time já havia anunciado na semana passada a demissão do coordenador de linha ofensiva Tom Cable e do coordenador ofensivo Darrell Bevell. Nessa terça-feira, foram anunciadas as demissões do coordenador defensivo Kris Richard e do técnico principal assistente e técnico de linebackers Michael Barrow.

comissão técnica do Seattle Seahawks
O técnico Pete Carroll terá uma comissão técnica nova para comandar

Todas as funções já têm seus respectivos substitutos. Para a linha ofensiva, chega Mike Solari, vindo do New York Giants. O novo coordenador ofensivo será Brian Schottenheimer, que estava no Indianápolis Colts. Na coordenação defensiva vem Ken Norton Jr., que recém havia assinado um contrato com o San Francisco 49ers para ser técnico de linebackers.

Mike Solari tem uma carreira sólida como técnico de linhas ofensivas. Ele já é conhecido do Seattle Seahawks, onde esteve por duas temporadas nos anos de 2008 e 2009. Ele também foi o coordenador ofensivo do Kansas City Chiefs de 2006 a 2007. Agora ele se encontrava no New York Giants, onde também foi treinador da linha ofensiva pelas duas últimas temporadas.

Sem Luck, agora com Wilson

Brian Schottenheimer foi o técnico de quarterbacks do Colts essas duas últimas temporadas. Após perder Andrew Luck por uma temporada inteira, ele terá a tarefa de fazer o ataque do Seahawks voltar a funcionar ao redor de Russell Wilson. Wilson se tornou o primeiro jogador da história da Liga a ser responsável por 100% das jardas de passe de sua equipe e anotar 30% das jardas corridas.

Outro objetivo de Schottenheimer será melhorar o jogo corrido, que ficou muito abaixo das expectativas. O Seahawks foi apeans a 23º equipe da Liga. Sua média foi de 101,8 jardas por partida. Nem a principal contratação do time para o setor, Eddie Lacy, rendeu o que se esperava. Agora Lacy, Mike Davis, Chris Carson e J.D. McKissic aguardam apreensivos o aviso se ficam no time.

comissão técnica do Seattle Seahawks
Brian Schottenheimer, novo coordenador ofensivo do Seattle Seahawks (Foto: Associated Press)

Um dos períodos de maior sucesso de Schottenheimer foi no Jets, de 2006 a 2011. Na época, o time de Nova York foi à duas finais de Conferência consecutivas em 2009 e 2010. Ele também trabalhou como coordenador ofensivo do Rams de 2012 a 2014 e da Universidade da Georgia, em 2015.

Além do Colts, Schottenheimer também foi técnico de quarterbacks em Washington e San Diego. No Chargers, ajudou Drew Brees a se desenvolver na posição. Reconhecimento dado pelo próprio Brees, que declarou em 2006:

“Ele tem sido uma ótima influência para mim. Não acho que teríamos tido o sucesso que tivemos como time ou como ataque sem ele, nem acho que eu teria esse sucesso individual se não fosse por Brian. Tão bom como técnico e mentor, ele foi um grande amigo fora do campo. Não poderia pedir para alguém fazer um trabalho melhor de me instruir e me preparar para jogar a cada semana.”

Um rosto conhecido na comissão técnica do Seattle Seahawks

O novo coordenador defensivo, Ken Norton Jr., é um rosto familiar para o técnico Pete Carroll. Ele já trabalhou com o treinador na USC como técnico de linebackers de 2004 a 2009 e foi junto com Carroll para Seattle em 2010. O sucesso da defesa do Seahawks fez com que Norton fosse chamado para ser coordenador defensivo do Oakland Raiders em 2015.

No Raiders, ele ajudou o time a conquistar uma campanha 12-4 em 2016. Norton Jr. também elevou o jogo de Khalil Mack ao vê-lo ser coroado Jogador Defensivo do ano. Porém, o time terminou em 26º em jardas cedidas. Ele foi demitido no dia 21 de novembro de 2017, depois do time ter passado dez jogos sem conseguir uma interceptação.

comissão técnica do Seattle Seahawks
Ken Norton Jr enquanto ainda era coordenador defensivo do Oakland Raiders (Foto: Cary Edmondson – USA Today Sports)

No dia 08 de janeiro, Norton foi anunciado como técnico de linebackers e técnico assistente do San Francisco 49ers. Entretanto, uma cláusula no seu contrato permitiria a sua saída para aceitar o emprego. Essas informações são do jornalista da NFL Network, Mike Garafolo.

O técnico do Niners, Kyle Shanahan, declarou que entendia e respeitava o desejo de Ken Norton de aceitar a posição.

Muito trabalho pela frente

Pete Carroll e seus novos coordenadores terão muito trabalho pela frente. Solari terá que reforçar uma linha ofensiva que abriu poucos espaços para a corrida e permitiu que Russell Wilson fosse sacado 43 vezes na temporada. Schottenheimer precisa reorganizar o playbook para que Wilson tenha sintonia com Jimmy Graham, Doug Baldwin e os demais recebedores.

O maior trabalho deve ser de Ken Norton Jr. Ele chegará com uma defesa sofrendo com baixas por lesões que podem levar até à aposentadoria de jogadores como Cliff Avril e Kam Chancellor. Norton também esperará a recuperação de Richard Sherman para que ele volte à “Legion Of Boom” e aos bons números que levaram o time ao Super Bowl.

Depois de ficar de fora dos playoffs pela primeira vez desde 2011 e ver o Los Angeles Rams vencer a NFC West, o Seattle Seahawks está no modo “reconstrução”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *