PRÉVIA WILDCARD AFC – BUFFALO BILLS X JACKSONVILLE JAGUARS

PRÉVIA WILDCARD AFC – BUFFALO BILLS X JACKSONVILLE JAGUARS

O domingo da rodada de wildcard da NFL terá uma partida entre dois times que há muito tempo não sabiam o que era chegar nos playoffs. Agora eles jogam para provar que suas temporadas não foram em vão e podem continuar na luta. Vamos ver Buffalo Bills x Jacksonville Jaguars valendo uma vaga no Divisonal Round!

A seca acabou

1999. Esse foi o ano da última aparição do Buffalo Bills na pós-temporada. A maior “seca” entre todas as ligas americanas. E 2017 parecia ser mais um ano em que o Bills continuaria na fila. Mesmo depois de ter vencido o Miami Dolphins no último jogo da temporada regular, o Bills ainda dependeria da derrota do Baltimore Ravens para o Cincinnati Bengals. E o que parecia um sonho distante, aconteceu! O Bengals venceu o Ravens de virada e não só o Bills, mas toda a comunidade de Buffalo está até agora agradecendo a Andy Dalton e aos Bengals (e com asinhas de frango!).

O Bills teve uma temporada que pode ser chamada de inconsistente, o time só conseguiu se firmar nessa reta final quando venceu 3 dos 4 últimos jogos. O QB Tyrod Taylor chegou a ser colocado no banco, mas retornou ao comando do time após uma atuação terrível de Nathan Peterman (quem lembra das 5 interceptações no primeiro tempo?).

Taylor terminou a temporada regular com números baixos somando 2.799 jardas com 14 touchdowns e apenas 4 interceptações. Ele também correu, somando 427 jardas terrestres e 4 touchdowns. Um número alto de Taylor, mas que não é bom, é o de sacks sofridos, foram 46 vezes que ele foi de encontro à grama.

Buffalo Bills x Jacksonville Jaguars
Tyrod Taylor, foi para o banco mesmo com recorde positivo, agora está na pós temporada (Foto: Matt Rourke/AP Press)

Com pelo menos um passe para touchdown nos últimos 7 jogos, Tyrod Taylor conseguiu levar o Bills ao recorde de 9 vitórias e 7 derrotas na temporada regular. Um dos seus alvos foi o TE Charles Clay que teve 558 jardas de recepção e 2 touchdowns anotados. O RB LeSean McCoy foi quem mais recebeu passes dele, foram 59 bolas totalizando 448 jardas e 2 touchdowns pelo ar. Para ganhar jardas, Taylor ainda tem à sua disposição os WRs Deonte Thompson e o calouro Zay Jones, além do TE Nick O’Leary, que recebeu um belo passe longo sozinho na endzone contra o Dolphins.

O WR Kelvin Benjamin, que chegou no meio da temporada, pode ser um diferencial devido à sua velocidade. Além disso, o Bills pode dizer que “está aberto mesmo quando não está” por sua habilidade de fugir das coberturas adversárias.

Shady brilhando e a defesa forçando erros

McCoy é o motor do ataque, além de ser o maior recebedor, ele é um dos maiores corredores da Liga, ele terminou com 1.138 jardas e 6 touchdowns terrestres. “Shady” saiu durante a partida contra o Dolphins após sentir o tornozelo. Os exames durante a semana não indicaram nenhuma lesão, então, possivelmente, ele está liberado para jogar. Sem ele, o Bills perde muita força nesse ataque que é o 29º da Liga.

Buffalo Bills x Jacksonville Jaguars
LeSean “Shady” McCoy vai para campo mesmo depois de uma lesão no tornozelo (Foto: Kevin Hoffman-USA TODAY Sports)

Defensivamente, o Bills é o 18º da NFL permitindo cerca de 22,5 pontos por partida. Mas foi por conta dos seus esforços, que o time conseguiu as 3 vitórias nesse fim de temporada. Seu maior problema é a defesa terrestre que cede em torno de 124,6 jardas, ficando no 29° lugar. O LB Preston Brown lidera o front seven com 144 tackles. No pass rush, o DE Jerry Hughes lidera o time com 4 sacks.

O forte da defesa é forçar a retirada da bola das mãos do adversário. Durante a temporada regular foram 11 fumbles forçados, liderados pelo CB E. J. Gaines. Além de 18 interceptações – os safeties Mycah Hyde e Jordan Poyer tem 5 cada e o calouro Tre’Davious White está atrás deles com 4.

A surpresa da temporada

No começo da temporada, todas as previsões davam o Jacksonville Jaguars novamente como um candidato às primeiras escolhas do draft. E aos poucos o time foi acumulando vitórias e surpreendendo a todos. E assim, com o recorde 10-6 a equipe conquistou o primeiro título de divisão desde 1999 e voltou à pós-temporada depois de 10 anos fora.

Ainda assim, nessa reta final, o time permitiu 2 derrotas que causaram preocupação na torcida, para o San Francisco 49ers e o Tennessee Titans. Contra o Niners, a defesa viu Jimmy Garoppolo lançar para 242 jardas e 2 touchdowns. Contra o cambaleante Titans, foram muitos turnovers mas pouca produção perto da endzone.

Blake Bortles, o QB do Jaguars fez a alegria do pessoal do Fantasy (na maioria das vezes)

Durante a temporada, muitos achavam que o QB Blake Bortles havia trocado de corpo com alguém. Ele não parecia o quarterback de temporadas anteriores em alguns jogos, mas ele lembrava a torcida em outras ocasiões. Com essa irregularidade ele terminou a temporada com 3.687 jardas de passe para 21 touchdowns e 13 interceptações.

Ao longo da temporada, Bortles perdeu 2 de seus principais alvos, Allen Hurns e Allen Robinson por lesões. Hurns ainda voltou nesse final, mas Robinson volta apenas na próxima temporada. Ele teve que explorar outras opções como o WR Marqise Lee, líder em jardas do time com 702 e o TE Marcedes Lewis, que anotou 5 touchdowns. Ele também conseguiu aproveitar o potencial dos calouros Jaydon Mickens, Dede Westbrook e Keelan Cole, que combinaram para 6 touchdowns.

A mudança que deu certo

Depois de anos seguidos apostando na defesa, o Jaguars fez uma aposta para o ataque no draft deste ano. E ela deu muito certo! Leonard Fournette acumulou 1.040 jardas, anotou 9 touchdowns e manteve uma ótima média de 3,9 jardas por carregada. Ele conseguiu colocar o ataque terrestre do Jags em primeiro na liga com a média de 141,4 jardas por jogo.

De motivo de risada à mais temido da Liga

O técnico Doug Marrone vai enfrentar seu antigo time trazendo sua melhor arma, a defesa. O time que nos últimos anos fez várias primeiras escolhas no draft para a defesa, também se armou no free agency e está colhendo os frutos no setor.

É a segunda melhor defesa da NFL, com a média de 16,8 pontos por jogo. E não apenas isso, ela lidera em diversos quesitos do jogo que podem ser decisivos. O setor lidera em fumbles forçados (17), menor porcentagem de passes permitidos (56,8), menor rating de QB permitido e maior número de touchdowns defensivos (7). O setor também é o segundo em interceptações e roubadas totais de bola (33).

Buffalo Bills x Jacksonville Jaguars
Marcel Dareus saiu da 29ª defesa terrestre da Liga para a 1ª em apenas uma troca

O apelido “Sacksonville” não veio à toa! O time foi o segundo da Liga com 55 sacks anotados. Dois dos maiores responsáveis foram os DEs Calais Campbell e Yannick Ngakoue. Campbell, que veio do Arizona Cardinals, foi o líder da temporada regular com 14,5 sacks. Ngakoue é o líder do time em fumbles forçados, com 6. Ainda no front seven, o Jaguars conta com o ex-Bills Marcel Dareus, que quer provar a Marrone que ele ainda tinha algo para mostrar. Ele tem 20 tackles e um sack em 9 jogos.

Contra o ataque aéreo, o time tem uma das melhores secundárias da NFL. Principalmente a dupla de cornerbacks Jalen Ramsey e A.J. Bouye. Bouye lidera o time com 6 interceptações. Barry Church e Tashaun Gipson também são valiosos, junto com Ramsey, cada um tem 4 interceptações e Church tem um retorno para touchdown.

Buffalo Bills x Jacksonville Jaguars: o que esperar

Com corredores habilidosos e quarterbacks instáveis em ambos os times, será uma briga nas trincheiras. A linha ofensiva que conseguir proteger melhor seu QB e abrir espaços para as corridas evitando a aproximação da pressão pode trazer a vantagem para o seu lado. Bom jogo a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *