PRÉVIA THURSDAY NIGHT FOOTBALL – DENVER BRONCOS X INDIANAPOLIS COLTS

PRÉVIA THURSDAY NIGHT FOOTBALL – DENVER BRONCOS X INDIANAPOLIS COLTS

Estamos entrando na semana 15, galera! Com a temporada regular chegando ao seu fim, é hora de aproveitar todo e qualquer jogo que temos à nossa disposição. É o caso desse Thursday Night Football. Nenhum dos dois times têm pretensões para a pós-temporada, mas uma derrota pode significar uma escolha mais baixa no draft. Sem o elemento em comum dos times (Peyton Manning), veremos Denver Broncos x Indianapolis Colts no Lucas Oil Stadium.

A vitória demorou, mas veio

O Denver Broncos finalmente se reencontrou com a vitória depois de uma sequência de oito derrotas. O triunfo sobre o New York Jets traz confiança para a equipe jogar fora de casa. Nesses oito jogos, o Broncos permitiu uma média de 22,3 pontos e marcou em torno de apenas 13,5.

Contra o Jets, Trevor Siemian foi consistente. Ele conseguiu 19 passes de 31 tentados e alcançou 200 jardas sem ser interceptado. Se ele conseguir manter seu jogo assim, pode levar o Broncos à vitória. Seu principal alvo, Demaryius Thomas, além de marcar um touchdown (o 56º da carreira), anotou 93 jardas. Ele e Emmanuel Sanders têm que ficar livres para ajudar os passes de Siemian.

Denver Broncos x Indianapolis Colts
Emmanuel Sanders precisa de mais recepções assim se quiser vencer o Colts

O jogo corrido ainda tem sido um problema para o Broncos. Foram apenas 84 jardas corridas contra o Jets, bem abaixo da média da temporada de 105,5 jardas. C.J. Anderson e Jamaal Charles pouco têm contribuído. A dupla combinada ainda não atingiu as 1.000 jardas e anotou apenas três touchdowns.

A defesa de antigamente

A defesa do Broncos atuou como se esperava desde o começo da temporada. Além de não permitir sequer um ponto do Jets, conseguiu segurar o ataque em 59 jardas corridas, parando Bilal Powell e Matt Forte. O front seven sackou Josh McCown quatro vezes. Von Miller conseguiu sua sexta temporada consecutiva com 10 ou mais sacks, longe dos 30 prometidos no começo da temporada, mas ainda assim chegando mais uma vez aos dois dígitos.

O DE Brandon Marshall lidera o time com 90 tackles e pode auxiliar na pressão a Jacoby Brissett e a parar as corridas de Frank Gore e Marlon Mack. O DE Shelby Harris também deve ser observado. Substituindo Derek Wolfe, ele tem conseguido boas jogadas. Já bloqueou um field goal contra o Chargers e é o segundo do time em sacks, atrás de Von Miller.

Denver Broncos x Indianapolis Colts
Não vai ser Andrew Luck que vai receber esse abraço da defesa do Colts, Brissett que se prepare.

No jogo aéreo os cornerbacks Chris Harris Jr., Aqib Talib e Bradley Roby lideram a secundária. A famosa “No fly zone” é a 2ª da Liga permitindo a média de 191,1 jardas por jogo. Contra o Jets foram apenas 41 jardas aéreas e uma interceptação. Contra T.Y. Hilton, a secundária poderá se revezar na cobertura, já que ele é a maior ameaça aérea do Colts.

De volta pra casa

Depois de perder em Buffalo para o Bills debaixo de muita neve (e de jogar com uniformes brancos), o Colts volta a jogar quentinho no seu estádio coberto (o teto, que recentemente teve problemas no seu fechamento, nem vai ser aberto). A equipe tentará quebrar a sequência de quatro derrotas.

A forte nevasca foi um fator que levou o QB Jacoby Brissett a lançar para apenas 69 jardas. Um passe de uma jarda para o TE Jack Doyle foi o suficiente para um touchdown. A frágil linha ofensiva do Colts pode ser o ponto fraco para a defesa do Broncos partir para cima. Brissett é o QB mais sacado da Liga. Ele já foi de encontro a grama 49 vezes, nove vezes a mais do que qualquer outro QB da Liga.

Denver Broncos x Indianapolis Colts
Sem neve e no estádio coberto, será que Jacoby Brissett e o Colts jogam de azul?

Brissett terá T.Y. Hilton como seu principal alvo. Hilton já tem 811 jardas e quatro touchdowns na temporada. Ele é o líder tanto de jardas quanto touchdowns da equipe, mas isso não significa muito. O Colts é 30° time da NFL em pontos. O também WR Donte Moncrief aparece como opção de alvo. Ele tem dois touchdowns e 391 jardas em 2017.

Um veterano e um novato

Mesmo não conseguindo auxiliar seu time pontuando, Frank Gore continua correndo e acumulando jardas para quebrar recordes. Contra o Bills, conseguiu seu melhor número da temporada correndo 130 jardas. Foi seu 42º jogo com mais de 100 jardas terrestres. Ele é o segundo maior jogador em atividade da Liga com esses números, atrás apenas de Adrian Peterson (51). Muito provavelmente, quebrará mais um recorde neste jogo. Gore precisa de apenas 59 jardas de scrimmage (correndo ou recebendo) para ser o 2º jogador da história com 12 temporadas seguidas com 1000 ou mais jardas. Ele se juntará a Emmitt Smith, que tem 13.

Denver Broncos x Indianapolis Colts
Frank Gore, ainda com gasolina no tanque, acumulando jardas, quebrando tackles e recordes (Foto: Cal Sport Media/AP Images)

Gore não tem carregado a bola sozinho no Colts. O calouro Marlon Mack já tem conseguido algumas corridas e chamado a atenção. Em 76 carregadas, acumula 299 jardas e dois touchdowns.

A defesa precisa melhorar

Em 31º lugar geral, permitindo 26,4 pontos em média, a defesa do Indianapolis Colts não pode facilitar para o Broncos. O LB Jonathan Bostic lidera o time no front seven com 92 tackles e trabalhará na parte de dentro parando as corridas. O também LB Jabaal Sheard lidera o time e trabalhará nas pontas o pass rush. Ele tem 4,5 sacks e já forçou dois fumbles nesta temporada.

Denver Broncos x Indianapolis Colts
O novato Malik Hooker lidera o time com 3 interceptações. (Foto: Zach Bolinger/Icon Sportswire – Getty Images)

O jogo aéreo também não está bom para o Colts. O time é o 30° em jardas aéreas cedidas, são 257,8 em média. O S calouro Malik Hooker e o CB Rashaan Melvin têm três interceptações cada um. Contra recebedores experientes e rápidos como Demaryius Thomas e Emmanuel Sanders, eles precisam fazer um esforço extra na cobertura.

Denver Broncos x Indianapolis Colts – o que esperar

Em dois times que já tiveram Peyton Manning como ídolo, os quarterbacks são um motivo de preocupação agora. Levar o time à vitória pode ser o que os manterá na vaga para a próxima temporada. Com ambas linhas ofensivas fragilizadas, o time que conseguir pressionar o quarterback adversário terá a vantagem. Forçar e contabilizar turnovers também são uma alternativa de se chegar à vitória. Bom jogo a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *