PRÉVIA SUNDAY NIGHT FOOTBALL – NEW YORK GIANTS X DENVER BRONCOS

PRÉVIA SUNDAY NIGHT FOOTBALL – NEW YORK GIANTS X DENVER BRONCOS

Quando o calendário de jogos foi anunciado, este Sunday Night Football era um dos jogos que pensamos: “Esse vai ser bom!”. Veio a temporada regular e os dois times que se enfrentarão estão trazendo realidades diferentes daquelas esperadas. Um está entre os times que ainda não venceu na temporada e outro que não rende o que se espera dele há duas temporadas. Veremos neste domingo New York Giants x Denver Broncos terminando a rodada de domingo.

A queda de um gigante

As prévias deste início de ano colocavam o New York Giants como um possível campeão de divisão e com grandes possibilidades de avançar pelos playoffs. Depois de 5 semanas, o Giants ainda não venceu nenhuma partida e enfrenta dificuldades em praticamente em todos os setores.

A equipe está entre as últimas em diversos quesitos, é a 28ª em termos de pontos por partida (16,4 pontos em média) além de ser a antepenúltima no jogo corrido (77,8 jardas por jogo).

O golpe final na equipe foi a perda de não um, não dois, mas QUATRO wide receivers na última partida contra o Los Angeles Chargers. Todos tiveram lesões no tornozelo. Os principais, Odell Beckham Jr. e Brandon Marshall precisaram de cirurgia e não voltarão para a temporada. Outro que não retornará é Dwayne Harris, já Sterling Shepard teve uma lesão menor e ainda tem chances de retorno.

Foto: Metro US

Eles são importantes por serem responsáveis por 89% das suas recepções (65 de 73); 88% de suas jardas recebidas e 80% dos seus touchdowns (4 de 5).

E as lesões não afetaram apenas os recebedores, o running back Paul Perkins e o center Weston Richburg também ficarão de fora da ação nesse jogo.

A opção para o técnico Ben McAdoo será usar os jovens recebedores da equipe como Roger Lewis e Tavarres King. O TE Evan Engram, primeira escolha do time deste ano, pode ser um dos alvos principais de Eli Manning, pois é um dos titulares e já tem ritmo de jogo. Engram já tem 200 jardas aéreas em 19 recepções e tem mobilidade para se posicionar como recebedor.

Gigantes contra uma defesa… gigante?

Eles vão enfrentar a famosa “No Fly Zone” do Denver Broncos comandada pelo CB Aqib Talib. Em 11º lugar na Liga essa secundária que permite menor rating entre os quarterbacks com 74,8 pontos. Esse setor também conta com o LB Brandon Marshall (sim, o Broncos tem seu próprio Brandon Marshall), o S Darian Stewart e o S Justin Simmons. O conjunto conseguiu parar jogadores habilidosos como Antonio Gates e Hunter Henry do Chargers, mas recentemente permitiu o avanço aéreo dos TEs adversários. Nos três últimos jogos foram 228 jardas e dois touchdowns em 22 recepções feitas por tight ends.

E no jogo corrido, as coisas também não estarão fáceis. Afinal, enfrentar a melhor defesa contra corrida da liga nunca é tranquilo. Ainda mais com uma linha ofensiva frágil como a do Giants tem demonstrado nesta temporada. O right tackle Bobby Hart, que voltou de uma lesão no tornozelo no último jogo terá a função de proteger Eli Manning de Von Miller. Só que o confronto não favorece Hart, ele permitiu 13 pressões em Manning, que viraram sacks. Miller, que está na caça de ser o jogador com o maior número de sacks da liga, anotou quatro nos últimos três jogos.

Foto: New York Post

Devagar se vai longe

Mesmo sabendo que o Giants está enfraquecido, o técnico Vance Joseph não menospreza o adversário deste Sunday Night. Ele disse não pensar no histórico ou nas lesões que vêm afetando o Giants.

“Nosso objetivo a cada semana é jogar nosso melhor jogo a cada semana. Isso não muda contra quem jogamos; se eles têm problemas ou não. Isso não importa. É sobre o nosso time a cada semana, jogar nosso melhor jogo que pudermos jogar.”

O RB C.J. Anderson também não está menosprezando o adversário. Ele lembra que o time está 0-5, mas que há jogadores de Pro Bowl nesse meio.

Trevor Siemian, o QB do Broncos, espera que o time jogue no nível que jogou contra o Buffalo Bills. E acredita na força de jogar no Mile High. Em seis jogos em casa são 1.485 jardas de passe, 12 touchdowns, mas quatro interceptações.

O ataque que ainda não engrenou

Os recebedores Emmanuel Sanders e Demaryius Thomas combinam para oito temporadas com mais de 1.000 jardas anotadas. O ritmo deles com Trevor Siemian ainda está um pouco lento, mas depois da semana de descanso eles podem acelerar. Com a suspensão de Dominique Rodgers-Cromartie e a possibilidade de Landon Collins não entrar em campo por uma lesão no tornozelo, os CBs Janoris Jenkins e Eli Apple farão a cobertura. Jenkins pode cobrir qualquer um dos recebedores enquanto Apple, no seu segundo ano, pode ter alguma dificuldade em lidar com jogadores tão experientes.

Foto: The Denver Post

Com cerca de 143 jardas por jogo com os RBs C.J. Anderson e Jamaal Charles, o jogo corrido está bem sólido. Após sair do Kansas City Chiefs e ter se recuperado das lesões, parece que o running back se salvou de uma aposentadoria em potencial. Além disso, ambos também recebem passes de Siemian, anotando touchdowns das duas formas.

O front seven do Giants está fragilizado e cedendo cerca de 129 jardas por partida, o 29° da liga. Um dos líderes, o DL Olivier Vernon não participa da partida, também com uma lesão no tornozelo ele já desfalcou o time contra o Chargers.

New York Giants x Denver Broncos: o que esperar

Jogando em casa e com um adversário enfraquecido, a vantagem é toda do Broncos. O Giants vai para esse primetime dar a cara a tapa ou manter a honra depois de gerar grandes expectativas, que não alcançou até agora. Que venha um jogo competitivo para manter a audiência acordada neste domingo de horário de verão. Bom jogo a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *