PRÉVIA SUNDAY NIGHT FOOTBALL – NEW ENGLAND PATRIOTS X DENVER BRONCOS

PRÉVIA SUNDAY NIGHT FOOTBALL – NEW ENGLAND PATRIOTS X DENVER BRONCOS

Por 2 temporadas, um jogo entre New England Patriots x Denver Broncos significava o confronto “Brady x Manning”. Mas agora apenas um deles ainda joga. Veremos um Patriots x Broncos diferente, mas que pode trazer surpresas. É o Sunday Night Football chegando!

Mirando o Super Bowl

Descansado e liderando a AFC East, o Patriots chega a Denver começando uma série de 5 jogos fora de casa. Mas isso não amedronta o time de Bill Belichick que parece ter se recuperado do trôpego começo de temporada e volta a focar na grande final.

New England Patriots x Denver Broncos
“Sério que vocês achavam que eu ia deixar Dolphins, Jets ou Bills ganharem a divisão?”

Mesmo quando o time não estava parecendo aquilo que estávamos acostumados a ver, Tom Brady manteve seu nível de jogo. Até agora já foram 2.541 jardas aéreas, 16 touchdowns e apenas 2 interceptações. As previsões mostram que, nesse ritmo, ele pode terminar a temporada com mais de 5 mil jardas. Caso chegue a esse número, apenas ele e Drew Brees serão os únicos QBs com mais de uma temporada anotando essa marca.

Gente pra receber não falta

Brady contará com 3 de seus 4 recebedores, Rob Gronkowski, Brandin Cooks e Danny Amendola. Chris Hogan ficará fora por uma lesão no ombro. Ele ainda pode ter a volta do TE Martellus Bennett que foi reintegrado ao time após sair do Green Bay Packers. Bennett está listado como questionável por uma lesão no ombro, mas se entrar em campo, reviverá a prolífica parceria do ano passado com Brady, que culminou com um anel do Super Bowl.

Os recebedores enfrentarão uma secundária que só atende pelo apelido de “No fly zone” (Zona sem voo), sendo a 4ª da NFL permitindo jardas aéreas, com a média de 192,4 jardas por jogo. Com os experientes CB Aqib Talib e Chris Harris Jr. e o jovem Bradley Roby, já conta com 3 interceptações (5 do setor todo), uma delas retornada para touchdown.

Aqib Talib (Kansas!) vai reencontrar seu antigo time, e com Von Miller, ele promete pressão (Foto: Dustin Bradford/Getty Images)

Com a ausência de Chris Hogan, possivelmente veremos Amendola em mais snaps na posição de slot. Ele terá que encarar Chris Harris Jr., considerado o 3º melhor CB jogando nesse tipo de cobertura, permitindo uma recepção a cada 16,3 snaps. Alguns QBs evitariam jogar para esse alvo, mas é possível que Tom Brady não faça essa escolha e arremesse para Amendola quando achar adequado.

Outra opção para Tom Brady é o uso de TEs, arremessando para o meio do campo, enquanto os WR se deslocam pelas pontas. Foi assim que 4 jogadores passaram das 70 jardas sobre essa defesa, Travis Kelce (Chiefs, 133 jardas), Jason Witten (Cowboys, 97 jardas), Evan Engram (Giants, 82 jardas) e Hunter Henry (Chargers, 73 jardas). Isso pode levar Brady a lançar para Gronkowski e Bennett, caso ele jogue.

Corridas distribuídas

A variedade de jogadores do Patriots não está apenas nos recebedores, mas também nos corredores. Enquanto Mike Gillislee lidera o time com 98 corridas, 355 jardas e 4 touchdowns, o time tem outros 3 corredores à disposição, Dion Lewis, James White e Rex Burkhead. Eles também recebem passes, Lewis lidera o time com 43 recepções.

O técnico Belichick pode usar um rodízio entre esses jogadores para cansar a forte linha defensiva do Broncos e dar tempo para Brady fazer o play action ou ter proteção para fazer um passe.

Dion Lewis: liderando o time nas corrida

Ainda assim, não será uma tarefa fácil. Mesmo sem a força de anos anteriores, a defesa terrestre do Broncos é a 5ª melhor da NFL, com 88,4 jardas corridas permitidas em média. Nomes fortes como Von Miller, Brandon Marshall, Derek Wolfe e Domata Peko conseguiram limitar RBs como Melvin Gordon (Chargers), Ezekiel Elliott (Cowboys), LeSean McCoy (Bills), Marshawn Lynch (Raiders) e Kareem Hunt (Chiefs).

Parar a corrida não vai ser o único trabalho do front seven, pressionar Tom Brady também faz parte. Von Miller que, nos 3 últimos jogos em casa, anotou 4 sacks, espera botar Brady na lista dos 30 que ele almeja para o ano.

Osweiler: esperança ou fracasso?

Brock Osweiler sabe o que é vencer o Patriots em casa. Só que foi em 2015. Depois disso, ele foi para o Texans a peso de ouro, não rendeu o que se esperava dele apesar de ter ido para os playoffs e foi mais um a figurar na lista quilométrica de “quarterbacks esperança” do Cleveland Browns. Ele voltou para o Broncos após Vance Joseph ver que Trevor Siemian e Paxton Lynch não seriam a solução, além de lidarem com lesões.

Nessa foto temos alguém que recebe US$ 72 milhões para jogar e o Tom Brady. Photo by Nancy Lane

Ainda assim, Osweiler começou a temporada como reserva e só foi titular na semana 9, após um desempenho decepcionante de Siemian. Contra o Eagles ele não conseguiu sua melhor performance, com 19 passes de 38 tentados, chegando a 208 jardas e 1 touchdown. Ele ainda foi interceptado 2 vezes e foi de encontro a grama outras 3 ocasiões.

Mesmos recebedores, diferentes quarterbacks

Após receber passes de Peyton Manning, os WR Demaryius Thomas e Emmanuel Sanders viram sua produção cair drasticamente com Siemian e agora Osweiler. Thomas só tem 1 touchdown nessa temporada e Sanders, 2. Demaryius Thomas já conseguiu ultrapassar as 500 jardas aéreas, mas Emmanuel Sanders, lidando com lesão na temporada, ainda não alcançou as 300 jardas.

New England Patriots x Denver Broncos
Faz tempo que Demaryius Thomas e Emmanuel Sanders não comemoram assim (Foto: The Denver Post)

Na verdade, nenhum outro recebedor do Broncos como o WR Bennie Fowler e os TEs A.J. Derby e Virgil Green marcou mais do que 2 touchdowns. Se o Broncos quiser vencer o Patriots, Osweiler precisa ficar com a pontaria em dia e os recebedores com as mãos preparadas.

Arrumando o que estava ruim

Após tornar-se a primeira defesa da NFL a ceder 300 ou mais jardas nos 6 primeiros jogos da temporada, o coordenador defensivo Matt Patricia tirou o lápis de trás da orelha e reorganizou a bagunça que estava instaurada no Patriots.

Antes da semana de descanso o time permitiu que seus 2 últimos adversários, Falcons e Chargers, tivessem uma média de 208 jardas aéreas por jogo. A média de pontos também baixou de 33 pontos nos 4 primeiros jogos para 12,8 pontos nos 4 últimos.

New England Patriots x Denver Broncos
Matt Patricia e seu lápis botaram ordem na defesa do Patriots (Foto: Getty Images)

Patricia deve alternar os CBs Stephon Gilmore e Malcolm Butler na cobertura de Sanders e Thomas, não designando um jogador específico para cada recebedor. Outro CB, Jonhson Bademosi, deve entrar nesse rodízio da cobertura de passes.

Melhorar o trote é preciso

O Broncos conta com 3 RBs ativos, Devontae Booker, C.J. Anderson e Jamaal Charles. O trio combinado tem 899 jardas e 3 touchdowns (um para cada RB), mas Booker tem sido o que mais tem carregado a bola nos 2 últimos jogos com 34 carregadas. Sua média, entretanto, é baixa, apenas 1,98 jarda por rota corrida.

New England Patriots x Denver Broncos
Lidando com lesões, C.J. Anderson não tem conseguido os mesmos números de outros anos

Mesmo com a média tão baixa, os RBs podem ser aproveitar da ausência de Dont’a Hightower. O LB, fora da temporada por lesão, foi substituído por Kyle Van Noy e ele tem sido um dos que mais permite jardas, com uma média de 1,34 jarda por snap. Já foi  um total de 305 jardas. No pass rush, o DE Trey Flowers quer repetir os 2 sacks que já teve na única partida que jogou contra o Broncos, ele já derrubou os quarterbacks 3,5 vezes essa temporada. Van Noy também tem 3,5 sacks.

Chutando longe e certo

Denver com sua altitude é o lugar mais adequado para chutes longos, mas os kickers precisam estar com os pés calibrados para acertar entre as traves. Stephen Gostkowski do Patriots já errou um extra point de 21 tentados e de 23 field goals, ele errou 3. Seu field goal mais longo foi de 58 jardas.

Já Brandon McManus acertou todos seus 15 extra points tentados, mas de 18 field goals, ele acertou 13 e seu chute mais longo foi de 53 jardas.

New England Patriots x Denver Broncos: o que esperar

Se antes esperávamos por “Brady x Manning” com entusiasmo, “Brady x Osweiler” não traz a mesma empolgação. Entretanto, “Brady x Miller” pode ser um duelo interessante. Forçar e contabilizar turnovers pode ser um caminho para se alcançar o placar. As defesas devem tomar o cuidado de manter os adversários em campo o menor tempo possível, sem chegarem exaustas no último quarto. Bom jogo a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *