PRÉVIA SNF: BALTIMORE RAVENS X PITTSBURGH STEELERS

PRÉVIA SNF: BALTIMORE RAVENS X PITTSBURGH STEELERS

O Sunday Night Football da semana 14 traz o duelo entre dois times da AFC e que precisam da vitória para determinar seus rumos em direção à pós-temporada. No Heinz Field, Baltimore Ravens x Pittsburgh Steelers se enfrentam para fechar o domingo.

Estourando o “Flaccometro”

Um dos QBs mais questionados das últimas temporadas, Joe Flacco é sinônimo de instabilidade na posição. Ele é o penúltimo da liga no quesito jogo aéreo com a média de 173 jardas por jogo. Se em um jogo ele lança para 269 jardas e dois touchdowns, como fez contra o Lions, em outro ele não acha a endzone e é sacado oito vezes, como aconteceu contra o Packers, e ainda assim saiu com a vitória!

Baltimore Ravens x Pittsburgh Steelers
Pergunta “Tostines” versão Joe Flacco: ganhou o SB porque é bom ou é bom porque ganhou o SB?

Mesmo acertando passes na primeira e segunda descidas, o quarterback precisa entrar mais em sintonia com seus recebedores nos momentos mais decisivos. Mike Wallace tem derrubado bolas que comprometem o andamento do time. Ainda assim, ele é o líder em recepções do time (34) com 487 jardas e três touchdowns marcados. O outro wide receiver da equipe, Jeremy Maclin e o tight end Benjamin Watson têm o mesmo número de touchdowns que Wallace.

Jogo corrido melhorando

O running back Alex Collins revitalizou o jogo corrido da equipe de Baltimore. Mesmo participando de apenas 11 jogos da temporada, ele já tem 705 jardas em 146 corridas, anotando quatro touchdowns. Junto com Javorius “Buck” Allen, forma a principal dupla de corredores. E depois de se recuperar de uma lesão na musculatura posterior da coxa, Danny Woodhead também tem contribuído de forma positiva.

É a defesa que está segurando as vitórias?

Se o ataque não é tão produtivo, o motivo do Ravens ainda estar correndo pela pós-temporada pode estar na defesa. Ela é a 3ª da Liga com a média de 17,2 pontos cedidos. No primeiro confronto contra o Steelers ese ano, a defesa terrestre permitiu 173 jardas. E nos últimos cinco jogos não deixou os adversários passarem das 80 jardas corridas. O LB C.J. Mosley, líder em tackles (101), tem sido afetado por lesões, prejudicando seu desempenho. O nose tackle Brandon Williams, que não estava no primeiro jogo, estará nesse. O LB Terrell Suggs, líder da equipe com 10,5 sacks, deve ser o principal pass rusher.

Baltimore Ravens x Pittsburgh Steelers
Terrell Suggs, ajudando a defesa do Ravens na era pós Ray Lewis

A defesa aérea é a 3ª melhor da Liga com 198,6 jardas cedidas em média. Um dos responsáveis é o safety Eric Weddle, que lidera o time com cinco interceptações, uma delas  retornada para touchdown. Os outros safeties da equipe, Tony Jefferson e Lardarius Webb, combinam para três interceptações. O calouro Marlon Humphrey terá sua grande chance, já que o veterano Jimmy Smith sofreu um rompimento no tendão calcâneo e está fora da temporada. Mesmo se estivesse saudável, Smith estaria cumprindo suspensão após ser pego no exame anti-doping.

Recuperação depois do susto

A lesão ocorrida com o LB Ryan Shazier no último MNF fez o time do Pittsburgh Steelers perder o rumo no primeiro tempo. Mas na segunda metade da partida, o time pareceria ter se “recomposto” e conseguiu a virada em cima do Cincinnati Bengals.

Baltimore Ravens x Pittsburgh Steelers
Big Ben e Antonio Brown: será o último ano da conexão?

Apesar de sofrer uma interceptação, Big Ben Roethlisberger ainda conseguiu lançar para 290 jardas em 24 passes completos e dois touchdowns. Ele conseguiu achar Antonio Brown, que se recuperava de uma lesão no dedão, que pegou oito passes e marcou o touchdown que empatou o jogo. Para jogar contra o Ravens, Big Ben não contará com o calouro JuJu Smith-Schuster, suspenso após brigar em campo com Vontaze Burfict do Bengals.

Pittsburgh “emBellado”

O running back Le’Veon Bell é uma parte integrante dos “Killer B’s” de Pittsburgh. Ele vem acumulando jardas tanto correndo quanto agarrando passes. Contra o Bengals ele conseguiu ir mais longe pegando bolas do que correndo. Em cinco recepções ele conseguiu 106 jardas enquanto correu para 76.

Baltimore Ravens x Pittsburgh Steelers
Com paciência, Le’Veon Bell sabe achar os caminhos da endzone (Foto: Al Tielemans/Sports Illustrated)

Com Bell sendo tão dominante, o calouro James Conner teve poucas oportunidades de mostrar seu esforço, mas pode aparecer como surpresa em alguns snaps. Tanto Conner como Bell (e sua paciência para achar espaços) contam com a força dos offensive linemen, como o C Maurkice Pouncey, o G David DeCastro e o T Alejandro Villanueva, para abrir o caminho.

Defendendo o território

Em 5º lugar em pontos cedidos, a defesa do Steelers ficou desnorteada ao perder Ryan Shazier no último MNF. Não apenas pelo susto, mas também por Shazier ser um dos líderes do setor em campo, com 89 tackles. Além disso, seu reserva imediato, Tyler Matakevich, também se lesionou contra o Bengals.

Baltimore Ravens x Pittsburgh Steelers
Ryan Shazier (#50) não estará em campo, mas terá toda uma defesa jogando por ele. (Foto: Jay Biggerstaff-USA TODAY Sports)

O Steelers ainda assim terá força para bater contra o Ravens, principalmente contra o jogo corrido, onde tem permitido menos de 100 jardas por jogo (98,8). No primeiro confronto de divisão desse ano o Ravens foi limitado a 82 jardas corridas. O front seven tem Cameron Heyward, que já tem nove sacks na temporada e o calouro T.J. Watt, com cinco. Outros jogadores que reforçam a linha são Bud Dupree, Vince Williams e o veterano James Harrison.

No jogo aéreo, Joe Flacco terá trabalho se não estiver em um dia inspirado. Essa é a 2ª melhor defesa da Liga com a média de 195,8 jardas por partida. Ryan Shazier também liderava o time em interceptações, agora caberá aos CBs Mike Hilton, Artie Burns e Joe Haden (se estiver saudável) assumirem a responsabilidade. Os safeties Mike Mitchell e Sean Davis também devem surgir como destaques na secundária, além de trabalharem em alguns snaps no segundo nível da defesa.

Baltimore Ravens x Pittsburgh Steelers: o que esperar?

Muito possível esse será um jogo em que as defesas vão impor suas forças. Aquela que conseguir segurar o ataque adversário longe da endzone e sem chegar exausta no último quarto da partida poderá ajudar o seu time a ter mais uma vitória dentro da divisão. Bom jogo a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *