PRÉVIA MONDAY NIGHT FOOTBALL – PITTSBURGH STEELERS x CINCINNATI BENGALS

PRÉVIA MONDAY NIGHT FOOTBALL – PITTSBURGH STEELERS x CINCINNATI BENGALS

Para encerrar a semana 13 da temporada 2017 da NFL, temos uma partida válida pela AFC North:  Pittsburgh Steelers x Cincinnati Bengals. O Steelers (9-2) visita o Bengals (5-6) buscando se isolar ainda mais na liderança da divisão. Para o Bengals, essa partida pode significar esperança ou o fim do sonho com a pós-temporada; já o Steelers segue na cola do Patriots pelo seed 1 na pós-temporada.

Em uma das rivalidades mais longevas da NFL, desde 1970 e com 96 jogos, o Steelers tem uma larga vantagem de 61 vitórias e 35 derrotas. Nos confrontos recentes, o mesmo: são oito vitórias nas últimas dez partidas. Vamos ver nos números e as razões da equipe amarela e preta continuar sendo a favorita nesse Monday Night Football.

No ataque e na defesa, domínio puro

Se tem uma coisa que não nos engana, são os números. Cada partida tem sua particularidade, mas o compilado de dados da temporada indica muito do comportamento e da eficiência de cada equipe. Por exemplo, podemos ver que a média de 75,6 jardas terrestres por jogo torna o ataque do Bengals unidimensional e sem criatividade. A equipe está na penúltima colocação no ataque corrido. Pelo ar, seu melhor – ou único? – destaque aéreo é A.J. Green. Isso facilita o trabalho das defesas e encurrala Andy Dalton em uma posição desconfortável, em que ele precisa inventar muito para conquistar a vitória.

Pittsburgh Steelers x Cincinnati Bengals

É em literalmente toda estatística que o ataque do Steelers leva a vantagem sobre o do Bengals. Aliás, podemos ir mais longe: esse ataque é um dos melhores da Liga há alguns anos. São muitas armas! Pelo chão, Le’veon Bell segue sendo um dos RBs mais efetivos há um tempo; pelo ar, Antonio Brown continua ganhando de cada secundária e estando no topo a cada ano; o calouro Juju Smith-Chuster chegou para multiplicar alvos e Big Ben, mesmo flertando com a aposentadoria, está em alto nível. Não tem muito mais o que falar.

Pittsburgh Steelers x Cincinnati Bengals

O fato de que 43,5% das terceiras descidas são convertidas quando se joga contra o Bengals assusta de maneira negativa os torcedores da equipe. A defesa fica muito tempo em campo e os jogadores acabam cansando naturalmente. Essa fragilidade será um prato cheio para o Steelers que precisa apenas de vacilos pontuais para conquistar muito território. Não consigo ser otimista olhando todas essas estatísticas. Dalton e sua defesa precisarão de uma noite inspirada para fazer frente.

Líderes de cada equipe

Com um RB que está muito próximo das mil jardas e um WR que as ultrapassou, o ataque do Steelers ganha um ar dinâmico que poucas equipes na Liga têm. É difícil fugir do fato: Le’Veon Bell com 981 jardas em 252 tentativas e cinco TDs e Antonio Brown com 80 recepções para 1.195 (!!!) jardas e oito TDs são os caras do Steelers.

Pela parte defensiva, Ryan Shazier é uma verdadeira estrela. Ele lidera a equipe em tackles e interceptações, com 87 totais e três, respectivamente. Na linha de frente, são nove sacks para Cameron Heyward.

Do lado do Bengals, Joe Mixon é o maior corredor com 484 jardas, quatro TDs e 150 tentativas. O destaque de recepção é claramente A.J. Green, que tem mais do que o dobro de jardas que o segundo recebedor do time, Brandon LaFell, no ano. São 809 jardas em 53 recepções (com seis TDs) e 373 em 37 recepções (e dois TDs), respectivamente. O TE Tyler Kroft apareceu na ausência de Tyler Eifert e marcou cinco touchdowns até o momento. Ele é o terceiro alvo de Dalton.

Destaque defensivo para Nick Vigil, que soma 79 tackles totais. O DE Carl Lawson tem 7.5 sacks na temporada e, na secundária, são sete jogadores que têm uma interceptação cada, liderando as estatísticas.

Pílulas de Pittsburgh Steelers x Cincinnati Bengals

  • O Steelers (9-2) jogou seis jogos como visitante em 2017 e venceu todos. Dos cinco jogos como mandante, o Bengals (5-6) venceu três;
  • O Steelers tem o saldo de turnovers de 0 e o Bengals de -7;
  • A rivalidade das equipes totaliza 96 jogos desde 1970. São 61 vitórias e 35 derrotas a favor do Steelers. Na pós-temporada, a equipe de Pittsburgh tem o recorde de 2-0. O último jogo eliminatório das equipes foi os playoffs da temporada 2015/2016 com vitória por 18 a 16.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *