POWER RANKING NFL LULUZINHA: SEMANA 1

POWER RANKING NFL LULUZINHA: SEMANA 1

Este ano estreamos a coluna de Power Ranking NFL Luluzinha – cantinho em que daremos pitacos de uma forma geral na liga. Essa coluna é opinativa e reflete a visão da redatora responsável. Aproveitem, discutam, opinem e vamos desfrutar dessa linda até o fim da temporada!

Power Ranking NFL Luluzinha: Semana 01

1. Pittsburgh Steelers +1 (Recorde: 1-0)

Se, anteriormente, o maior “problema” dos Steelers era a regularidade da defesa, parece que T.J. Watt chegou para dar um gás a mais. O linebacker se tornou o terceiro jogador da história a conseguir dois sacks e uma interceptação na sua estreia na Liga.

2. New England Patriots -1 (Recorde: 0-1)

O New England Patriots ainda é a maior potência da NFL. A derrota para os Chiefs não é nada assustadora, visto o desempenho espetacular da equipe de Kansas na semana 1. A defesa precisa de um choque de realidade? Precisa! Afinal, a equipe enfrentará ataques muito fortes durante a temporada.

3. Green Bay Packers +2 (Recorde: 1-0)

As várias perdas na offseason parecem não ter afetado os Packers. A defesa pressionou bem o quarterback Russell  Wilson e o ataque dos Seahawks não conseguiu marcar nenhum touchdown na partida (9 pontos = 3 field goals).

4. Kansas City Chiefs +2 (Recorde: 1-0)

Em uma noite inspirada de Alex Smith e do calouro Kareem Hunt, os Chiefs venceram os Patriots e mostraram que não estão brincando em serviço. Caso o ataque continue funcionando da mesma maneira, é provável que a equipe chegue bem longe em mais uma pós-temporada.

5. Atlanta Falcons -2 (Recorde: 1-0)

Arrisco dizer que foi a maior decepção da rodada. Atlanta não conseguiu abrir uma expressiva vantagem no placar em cima do Chicago Bears. E, se a defesa não tivesse sackado Mike Glennon na última jogada, teria levado a virada.

6. Dallas Cowboys +1 (Recorde: 1-0)

A defesa dos Cowboys teve uma boa atuação, permitindo apenas um field goal. Porém, é preciso considerar que o ataque dos Giants não levou perigo, então vamos acompanhar as próximas partidas para um parecer mais preciso.

7. Oakland Raiders +1 (Recorde: 1-0)

O ataque dos Raiders ganhou muito com o retorno de Marshawn Lynch, que na semana 1 correu para 76 jardas (imagina se ele não tivesse aposentado). A equipe tem tudo para deslanchar na temporada, se mantiver o ritmo.

8. Philadelphia Eagles +4 (Recorde: 1-0)

Apesar de já acreditar na vitória sobre os Redskins, considero a atuação dos Eagles uma das melhores da semana. Os Redskins esboçaram uma reação, mas Philadelphia conseguiu administrar a situação e conseguir uma vitória confortável.

9. Seattle Seahawks -5 (Recorde: 0-1)

Sem dúvidas o maior problema dos Seahawks é a linha ofensiva (ou a falta dela). Russell Wilson não tem espaço/tempo para trabalhar e o resultado é o que vimos nesta semana: apenas três field goals e nenhum touchdown.

 10. Tampa Bay Buccaneers  — (Bye)

A equipe não jogou na semana 1, pois a partida contra Miami foi adiada.

11. Tennessee Titans — Recorde: (0-1)

O ataque dos Titans precisa fazer jus à expectativa que todos têm nele para que possa chegar tranquilamente aos playoffs. Mariota lançou apenas 1 touchdown nos últimos 4 jogos, e os Titans possuem uma média de 16,3 pontos no mesmo período.

12. Detroit Lions +6 (Recorde: 1-0)


Detroit Lions é uma equipe em ascensão na Liga e tem provado constantemente o porquê merece mais atenção. Matthew Stafford é um líder nato e tem totais condições de levar a equipe aos playoffs. Foram quatro touchdowns na vitória em cima do Arizona Cardinals.

13. New York Giants -3 (Recorde: 0-1)

Parece que Odell Beckham Jr. fez mais falta do que o imaginado ainda mais com a linha ofensiva que não deixou o Eli respirar. A defesa fez um bom trabalho, mas sempre há o que melhorar.

14. Denver Broncos — (Recorde: 1-0)


O ataque dos Broncos precisa de um desempenho melhor para que a equipe volte ao topo. Os dois turnovers quase custaram a vitória da equipe na partida contra o Los Angeles Chargers. Apesar de ser muito boa, não acredito que a defesa consiga ganhar mais um campeonato sozinha.

15. Baltimore Ravens — (Recorde: 1-0)

O Baltimore Ravens venceu com tranquilidade o Cincinnati Bengals. A defesa fez um trabalho espetacular, não permitindo nenhuma pontuação do adversário. Porém, o ataque ainda preocupa, considerando a saúde do quarterback Joe Flacco.

16. Minnesota Vikings +3 (Recorde: 1-0)

Sam Bradford foi a maior surpresa da semana. Caso continue nesse ritmo, os Vikings serão uma pedra no sapato dos times da NFC, e provavelmente seguirão firmes na corrida pelo seu primeiro título.

17. Carolina Panthers +3 (Recorde: 1-0)


Os Panthers ainda são uma incógnita pra mim. Começaram vencendo com uma boa vantagem, porém, é preciso lembrar, era contra uma equipe como o San Francisco 49ers que está lutando desde a primeira semana contra um recorde negativo.

18. Arizona Cardinals -5 (Recorde: 0-1)


As corridas de David Johnson representaram 36% das jardas totais dos Cardinals na semana 1. Agora, com o jogador fora por volta de 3 meses, é muito improvável que o ataque de Arizona consiga produzir o necessário para um desempenho expressivo na temporada.

19. Houston Texans -3 (Recorde: 0-1)

Os Texans trocaram o quarterback no intervalo da partida (isso mesmo), o que causou uma certa instabilidade no time. Houston precisa de uma melhora na linha ofensiva, que não protegeu tanto quanto deveria o QB.

20. Miami Dolphins -3 (Bye)

A equipe não jogou na semana 1 pois a partida contra Tampa Bay foi adiada.

 

 

21. Washington Redskins +1 (Recorde: 0-1)


Kirk Cousins não teve um bom desempenho, apesar do time ter esboçado uma reação contra o Philadelphia. Considerando o calendário e seus adversários de divisão, os Redskins terão dificuldade em todos os aspectos numa corrida para a pós-temporada.

22. Los Angeles Rams +6 (Recorde: 1-0)


Os Rams venceram de forma espetacular o Indianapolis Colts: 46 a 9. Incontestável. A defesa está bem consolidada e o ataque evoluindo a cada partida.

23. Buffalo Bills +2 (Recorde: 1-0)


Tyrod Taylor e LeSean McCoy se empolgaram. O running back correu 110 jardas e o quarterback lançou 224 jardas e 2 touchdowns. Eles poderão ser as peças-chave para uma sonhada classificação dos Bills.

24. New Orleans Saints -1 (Recorde: 0-1)

Os Saints precisam aproveitar o jogo terrestre se quiserem buscar seu lugar ao sol. Adrian Peterson correu apenas 18 jardas no jogo da última segunda-feira.

 

 

25. Los Angeles Chargers +3 (Recorde: 0-1)


Os Chargers deram trabalho para o Denver Broncos, apesar da derrota. Porém, não acredito que as próximas atuações sejam muito boas e dificilmente a equipe chegará na pós-temporada.

26. Cleveland Browns +1 (Recorde: 0-1)


Eu acredito na evolução dos Browns. É uma equipe que se reforçou bem na offseason e já começou a colher os frutos. Perdeu por apenas 3 pontos para o forte Pittsburgh Steelers. DeShone Kizer parece ter capacidade para liderar a equipe.

27. Jacksonville Jaguars +2 (Recorde: 1-0)


A defesa dos Jaguars conseguiu 10 sacks na partida. Não que esse feito será repetido todas as semanas, mas que esse é um sinal de melhora, isso ninguém pode negar.

28. Cincinnati Bengals -4 (Recorde: 0-1)


O Cincinnati Bengals não pontuou contra o Baltimore Ravens com um ataque que conta com A.J. Green e Tyler Eifert. Apesar da defesa do adversário ser boa, zerar o placar é um pouco embaraçoso para qualquer equipe.

 29. Indianapolis Colts -8 (Recorde: 0-1)

As coisas andam de mal a pior em Indianapolis. Mesmo com Luck, é improvável que os Colts reajam nesta temporada.

 

30. Chicago Bears — (Recorde: 0-1)


Os Bears deram um sufoco para o Atlanta Falcons. Segurou, dentro do possível, o ataque liderado por (ninguém menos que) Matt Ryan. Não deixou Atlanta abrir grande vantagem e ainda quase conseguiu uma virada nos últimos instantes da partida.

 31. San Francisco 49ers — (0-1)


Os 49ers marcaram apenas 3 pontos contra o Carolina Panthers e as próximas partidas não serão nada fáceis. San Francisco precisa se “encontrar” para começar a reagir na Liga (volta, Kaep?).

32. New York Jets — (0-1)


Jets perderam boa parte dos jogadores e a equipe não está entrosada. As expectativas não são nada boas pra 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *