O NÚMERO AUMENTA! KATIE SOWERS SERÁ TÉCNICA NO NINERS!

O NÚMERO AUMENTA! KATIE SOWERS SERÁ TÉCNICA NO NINERS!

Não foi só o Buffalo Bills que incluiu uma mulher na sua comissão técnica, mais um time, dessa vez da NFC West, tem uma técnica para os training camps. O período de estágio de Katie Sowers no San Francisco 49ers terminou na última sexta-feira, 11, quando o time entrou em campo para jogar contra o Chiefs, em Kansas City, sua cidade natal.

Katie Sowers passou seu estágio “fora do radar”, já que sua entrada no time não foi anunciada em nenhum veículo de comunicação. Seu nome apareceu apenas na relação de estagiários do time no anúncio de junho. Ou seja, sua escolha não foi uma jogada de marketing, mas sim uma escolha técnica.

Foto: Divulgação

Como Katie Sowers chegou ao Niners

Assim como Phoebe Schecter, ela entrou através do “Bill Walsh Fellowship”. O programa foi lançado há 35 anos pelo lendário técnico do Niners para guiar e treinar minorias.

Quanto a estar em um ambiente predominantemente masculino, a técnica declarou:

“Eu sempre digo às pessoas que se você acha que homens crescidos não vão respeitar mulheres, eu não vi nada além de respeito. Eles dizem ‘Ei, coach’ no corredor. Eles me tratam como tratam todo mundo.”

Ela também traria orgulho a Bill Walsh, além dele ser um de seus treinadores favoritos, ela disse que sempre anda com alguns de seus livros. Um desses livros é “Finding The Winning Edge”, uma espécie de bíblia para técnicos lançada em 1997. Katie gastou US$ 300 para comprar esse livro, que ela já levou para o seu estágio no Atlanta Falcons em 2016 e trouxe para o Niners este ano.

Agora é ela quem está ajudando a fazer história ao quebrar barreira de gêneros na liga.

Com seu rabo de cavalo, ela se misturou aos jogadores e técnicos como qualquer outro durante o training camp. Ela não apenas ajudou no treino dos wide receivers, como também assistiu, aprendeu e não ficou quieta.

Apoio do chefe e dos jogadores

Sua presença, de acordo com o novo técnico do 49ers, Kyle Shanahan, não foi uma distração no time, ela estava junto, ela era um dos técnicos. Ela e Shanahan já se conheciam do Falcons, onde ele foi o coordenador ofensivo do time. Sowers veio indicada por Scott Pioli, executivo do Falcons que também trabalhou no Kansas City.

Ao ser perguntado “Por que trazer uma mulher?” enquanto estava ainda em Atlanta, ele disse que nem olhou para esse porquê. Ele complementou falando que ela o ajudou lá e poderia fazer o mesmo em San Francisco. “Ela ajuda, ela é boa na sala. Ajuda ela porque ela aprende também. Mas eu gosto de ouvir a opinião de Katie.”

Aos 31 anos, ela tem orgulho de sua conquista:

“É inovador e tudo mais, mas o quanto mais normalizado for, melhor será. Como mulher, quanto mais me perguntarem o que eu faço e eu disser ‘Eu treino futebol americano’, menos chocadas as pessoas ficarão e isso significará que estamos indo na direção certa.”

Foto: Divulgação

Entre os jogadores também não há a famosa “guerra dos sexos”. O WR Jeremy Kerley disse que há o respeito entre todos do time e que ela fala como qualquer um falaria e ele ama isso.

Carreira no futebol americano

Apaixonada por futebol americano desde os 8 anos, sua inspiração para ser técnica vem de família, seu pai foi treinador do time feminino de basquete da Bethel College. Ela achava que seria treinadora de basquete porque não sabia que garotas podiam jogar ou treinar futebol americano, quando ela viu que isso era possível, ela se voltou para o esporte.

Antes de estar nas sidelines, Katie Sowers já esteve em campo. Ela jogou profissionalmente e defendeu a seleção americana de futebol americano. Ela atuou em diversas posições: quarterback, wide receiver, linebacker e safety.

Foto: Divulgação

Infelizmente sua carreira em campo terminou por uma lesão no quadril, mas isso não a afastou do esporte. Ela se tornou General Manager do Kansas City Titans, que faz parte da Women’s Football Alliance, onde sua irmã gêmea Liz é uma recebedora de destaque. Ela também trabalhou como consultora para a USA Football.

O trabalho no Niners continuará

Seu estágio terminou, uma nova etapa começará para Katie Sowers! O San Francisco 49ers efetivou-a como uma treinadora para toda a temporada. Ainda não se sabe se ela continuará ao lado de Mike LaFleur, técnico de receivers com quem fez o estágio ou se ela terá alguma nova função.

Em seu Facebook, ela dividiu a notícia e enfatizou seus agradecimentos ao general manager assistente do Atlanta Falcons, Scott Pioli, por ter aberto as portas para ela no seu primeiro estágio.

Existem mais de 50 mulheres na NFL trabalhando nos times em operações de futebol. O 49ers tem mulheres em seu quadro de escritório e staff de treinos. Uma de suas co-proprietárias, Denise DeBartolo, tem um trabalho no time com o seu nome para introduzir mais mulheres em diversos departamentos da franquia.

Parabéns a Katie Sowers e ao San Francisco 49ers, que seja uma parceira muito produtiva e que abra as portas para mais mulheres na liga.

ATUALIZAÇÃO: Katie Sowers continua quebrando barreiras!

Nessa terça (23), em entrevista à Jim Buzinski, do site SB Nation’s Outsports, declarou ser homossexual. Assim ela se torna a primeira pessoa de uma comissão técnica declaradamente homossexual da NFL, na verdade, em qualquer esporte masculino profissional dos EUA.

“Há tantas pessoas que se identificam como LGBT na NFL, como em qualquer negócio, que não se sentem confortáveis ao serem públicas sobre sua orientação sexual. Quanto mais pudermos criar um ambiente que acolha todos os tipos de pessoas, não importando sua raça, gênero, orientação sexual, religião, mais podemos ajudar a aliviar a dor e o peso que muitos carregam todos os dias.”

Sowers também acredita que um técnico gay seria bem aceito como qualquer outra pessoa. Ela disse que todos devem se lembrar que a NFL é um ambiente de trabalho para os jogadores e é um trabalho que provém para as suas famílias. Ela continuou dizendo que eles são profissionais e que eles agem como tal em tudo que fazem. Ela terminou dizendo que espera ser um modelo para as jovens que esperam trabalhar na NFL.

Esperamos que Katie Sowers continue demonstrando um bom trabalho junto ao San Francisco 49ers, mostrando que as pessoas devem ser sempre tratadas com respeito e que seu trabalho deve ser sempre apreciado independente de gênero ou orientação sexual.

2 thoughts on “O NÚMERO AUMENTA! KATIE SOWERS SERÁ TÉCNICA NO NINERS!

  1. bacana, essa atitude dos times da NFL, dando oportunidades para as mulheres, mostrarem que são capazes de trabalhar juntos com os homens nos times. Espero que outras mulheres tenham mais chances..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *