O ADEUS DE UM ÍCONE, DAN ROONEY

O ADEUS DE UM ÍCONE, DAN ROONEY

A NFL, hoje, está triste. Perdeu um de seu ícones, uma de suas lendas. Rooney, pai da Regra Rooney, e Hall of Fame entitulado em 2000, foi uma das figuras mais influentes em toda a liga e, claro, dos Steelers

A Rooney Rule, instituiu uma exigência para que as equipes entrevistassem pelo menos um candidato pertencente de minorias, para cargos de técnicos e Head Coaches, incluindo o próprio Steelers, que contratou Mike Tomlin antes da temporada de 2007. Antes de contratar o Tomlin, a franquia de Pittsburgh, tinha entrevistado Ron Rivera (hoje técnico do Carolina Panthers) que é latino. Esta regra, no começo da temporada de 2006, já mostrava resultados incríveis. A porcentagem total de pessoas de grupo de minorias trabalhando como técnicos na NFL, tinha saltado de 6% para 22%, depois que a Regra de Rooney foi criada. 

Dan Rooney e Mike Tomlin

Filho de  Arthur Joseph Rooney Sr.conhecido como Art e fundador do Steelers, trabalhou para a equipe de 1955 até 2003 quando seu filho Art Rooney II assumiu a franquia. Em 1973 se tornou presidente do comitê de expansão da Liga, e na sua gestão adicionou duas franquias à liga, Seattle e Tampa Bay. Dois anos mais tarde, em 1975 assumiu a presidência da franquia. De 1988 até 2003 foi proprietário controlador do Steelers, e após pendurar as chuteiras do “escritório”, era somente o dono e ícone da franquia.

Rooney também foi embaixador da Irlanda e tinha a característica de homem de bastidor, não gostava muito de falar mas se empenhava muito para que as coisas funcionassem da melhor forma possível.

Uma citação da Sports Illustrated History, demonstra muito bem isso:

“Eu fico no fundo”

“Um monte de proprietários no futebol pensam que têm que dizer algo profundo, especialmente para explicar uma vitória ou uma derrota. Eu acho que quanto menos você diz, melhor você está fazendo. Meu trabalho aqui é fazer todo mundo trabalho mais fácil. reconhecimento é para o Steelers e os jogadores, e é assim que deve ser … Os jogadores são os personagens, se você olhar para o futebol no sentido de entretenimento.”

Depois do anúncio de sua morte, não só aqueles que o conheciam pessoalmente, mas muitos jogadores, pessoas ligadas à Liga, as  32 franquias e todos que conheciam seu legado, começaram a postar homenagens e palavras de saudades.

Pittsburgh Steelers on Twitter

https://t.co/CpFftQR0Gv

O Ex presidente Barak Obama, se pronunciou sobre a morte de Rooney, que foi embaixador na sua gestão:

NBC Nightly News on Twitter

@WPXI Pres. Obama releases statement on passing of Dan Rooney, who served as an ambassador to Ireland during the Obama admin.

O Comissário Roger Goodell também se pronunciou exaltando a importância e a dedicação de Rooney para a Liga.

 

Ian Rapoport on Twitter

@nflcommish weighs in on the passing of #Steelers icon Dan Rooney. “One of the finest men in the history of our game.

 

Pittsburgh Penguins on Twitter

Our thoughts and prayers go out to the @steelers and Steelers Nation on the passing of a true Pittsburgh icon, Dan Rooney. https://t.co/PWmh0whwTX

 

E para finalizar o WR Antonio Brown também deixa sua homenagem para o homem que foi símbolo de inclusão, pioneirismo e muita dedicação na NFL.

Querido Senhor Rooney,

Quando nos conhecemos em 2010, você me recebeu de braços abertos. Você me fez sentir bem vindo. Você olhou pra mim além de um outro número de camisa. Um dos seres humanos mais genuínos e humildes que eu tive o prazer de conhecer. Você me motivou não só para me destacar no campo, mas também na vida. Nesta temporada, o número 84 no meu uniforme representará os 84 anos que você passou nesta terra, impactando na vida dos outros. Vou sentir sua falta, meu amigo. Obrigado por tudo. 

Descanse em paz.

<3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *