NFL HONORS 2017: VEJA QUEM FORAM OS PREMIADOS E OS ELEITOS DO HALL DA FAMA

NFL HONORS 2017: VEJA QUEM FORAM OS PREMIADOS E OS ELEITOS DO HALL DA FAMA

Como de costume, a NFL anunciou às vésperas do Super Bowl, os vencedores do NFL Honors, incluindo o MVP do ano. Como já era esperado, Tom Brady levou o título pela terceira vez. Ele também se tornou o jogador mais velho a ganhar o título com 40 anos e 184 dias. Caso ele vença o Super Bowl, quebrará uma marca que vem desde 1999, quando Kurt Warner venceu os 2 títulos pelo St. Louis Rams.

Os argumentos e os números ajudam a vitória de Brady. A idade não o impediu de ter uma temporada 13-3, levando o Patriots ao seu 15º título da AFC East ao lado do técnico Bill Belichick. Ele também foi eleito para seu 13º Pro Bowl, além de liderar a Liga em jardas de passe (4.577) e terminar em terceiro entre os QB com 32 touchdowns de passe.

Não podia ser outro a não ser ele

Outra eleição que não foi nenhuma surpresa foi a do “Walter Payton Man of The Year”, vencida pelo DE do Houston Texans, J.J. Watt. Seus esforços para arrecadar fundos e doações para as vítimas do furacão Harvey em outubro não passaram em branco. Ele era um dos 3 finalistas ao lado do TE Greg Olsen (Carolina Panthers) e do TE Benjamin Watson (Baltimore Ravens).

NFL Honors
A ajuda aos desabrigados pelo furacão Harvey deram o Walter Payton Man of The Year a J.J. Watt

O prêmio de US$ 500 mil será doado pela NFL Foundation, pela seguradora Nationwide e pela United Way Worldwide. Metade irá para a instituição de escolha de J.J. Watt e a outra metade será doada em seu nome para a causa “Character Playbook” da NFL Foundation que atua nos EUA.

Olsen e Watson receberão US$ 100 mil doados a sua instituição de escolha e mais serão US$ 100 mil doados em seu nome à “Character Playbook”. Os demais 29 jogadores que concorreram ao prêmio receberam US$ 50 mil para a instituição escolhida e outros serão US$ 50 mil doados em seus nomes à “Character Playbook”.

Os vencedores do NFL Honors

Algumas votações contaram com o voto popular através da internet com o apoio de alguns patrocinadores da Liga que têm o nome ligado à premiação. Os prêmios como o MVP e técnico do ano são votados através dos jornalistas da Associated Press.

Vamos aos vencedores:

AP Most Valuable Player: Tom Brady (QB do New England Patriots)

AP Offensive Player of The Year: Todd Gurley (RB do Los Angeles Rams)

AP Defensive Player of The Year: Aaron Donald (DT do Los Angeles Rams)

AP Offensive Rookie of The Year: Alvin Kamara (RB do New Orleans Saints)

AP Defensive Rookie of The Year: Marshon Lattimore (CB do New Orleans Saints)

AP Comeback Player of The Year: Keenan Allen (WR do Los Angeles Chargers)

NFL Honors
Tom Brady vence seu 3º título de MVP

AP Assistant Coach of The Year: Pat Shurmur (coordenador ofensivo do Minnesota Vikings)

AP Coach of The Year: Sean McVay (técnico principal do Los Angeles Rams)

Walter Payton NFL Man of The year: J.J. Watt (DE do Houston Texans)

Castrol Edge Clutch Performer of the Year: Drew Brees (QB do New Orleans Saints) como o jogador mais decisivo do ano.

Bridgestone Elite Performance Play of the Year: The Minnesota Miracle (o Milagre de Minnesota, a virada do Minnesota Vikings sobre o New Orleans Saints no Divisional Round da pós temporada) pela melhor jogada do ano.

Don Shula NFL High School Coach of the Year Award: Rob Garrett, Crenshaw High School

Courtyard’s Greatness on the Road Award: Deshaun Watson (QB do Houston Texans) para a melhor performance em jogos fora de casa.

NFL Honors
Sean McVay transformou o Rams de pior ataque no melhor da Liga em um ano

Build Ford Tough Offensive Line of The Year: linha ofensiva do Philadelphia Eagles

Art Rooney Sportsmanship Award: Luke Kuechly (LB do Carolina Panthers)

Salute to Service Award presented by USAA: Andre Roberts (WR do Atlanta Falcons) pelos seus serviços em honrar e apoiar os membros da comunidade militar.

Game Changer Award presented by Secret: Sam Gordon

FedEx Air Player of The Year: Carson Wentz (QB do Philadelphia Eagles)

FedEx Ground Player of The Year: Todd Gurley (RB do Los Angeles Rams)

Pepsi Rookie of The Year: Alvin Kamara (RB do New Orleans Saints)

Deacon Jones Award: Chandler Jones (LB do Arizona Cardinals) pelo maior número de sacks na temporada (17)

Melhor comemoração do ano: o “Eletric Slide” da defesa do Philadelphia Eagles

Para a eternidade

A noite também foi para eternizar a classe daqueles eleitos para o Hall da Fama do Futebol Americano. Enquanto alguns levaram anos para entrar, outros entraram no seu primeiro ano de elegibilidade. Vamos aos nomes:

Randy Moss (WR): 1998-2004, 2010 Minnesota Vikings, 2005-06 Oakland Raiders, 2007-2010 New England Patriots, 2010 Tennessee Titans, 2012 San Francisco 49ers

Terrell Owens (WR): 1996-2003 San Francisco 49ers, 2004-05 Philadelphia Eagles, 2006-08 Dallas Cowboys, 2009 Buffalo Bills, 2010 Cincinnati Bengals

Ray Lewis (LB): 1996-2012 Baltimore Ravens

Brian Dawkins (S): 1996-2008 Philadelphia Eagles, 2009-2011 Denver Broncos

Brian Urlacher (LB): 2000-2012 Chicago Bears

Bobby Beathard (General Manager/Administrador de Pessoal): 1966-67 Kansas City Chiefs, 1968-1971 Atlanta Falcons, 1972-77 Miami Dolphins, 1978-1988 Washington Redskins, 1990-99 San Diego Chargers

Robert Brazile (LB): 1975-1984 Houston Oilers

Jerry Kramer (G): 1958-1968 Green Bay Packers

Os novos integrantes revelarão seus bustos e receberão a famosa jaqueta dourada no começo de agosto dando início à pré-temporada 2018 da NFL. Além da cerimônia, há o jogo inaugural, realizado em Canton, Ohio, sede do Hall da Fama e considerado um dos berços do esporte.

E aí curtiram os eleitos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *