LULUZINHA ENTREVISTA FELIPE CASTRO, PRESIDENTE DO FLAMENGO IMPERADORES

LULUZINHA ENTREVISTA FELIPE CASTRO, PRESIDENTE DO FLAMENGO IMPERADORES

Tudo começou em 17 de maio de 2013, quando o Flamengo FA foi fundado. A equipe disputou o Torneio Touchdown de 2013 (quando ficou em 2º lugar) a 2015. Em 2016, jogaram a extinta Superliga Nacional, chegando invictos à final. Em um grande jogo contra o Timbó-Rex, acabaram com o vice campeonato. Com quatro anos de história, o Flamengo ocupa a 4º posição entre os melhores times brasileiros de FA. Na segunda (05), em decorrência de toda essa dedicação e trabalho duro, o time foi reconhecido e homenageado no Museu Fla Memória. Com direito a camisa #9, helmet e medalhas conquistadas. Os itens estão expostos para que todos os torcedores possam se inteirar e conhecer um pouco mais do futebol americano do Flamengo.

Cebola é presidente do clube e também jogador (na posição de Tight End). Começou no FA na praia em 2003 e passou para os gramados em 2009. Ano passado, tornou-se vice presidente e, em 2017, passou a ter o cargo mais importante da equipe. Ele nos conta um pouco sobre a sua história, as conquistas do time e a mudança de nome de Flamengo FA para Flamengo Imperadores:

Luluzinha: O Flamengo FA tem uma história de grandes conquistas. Como é estar na frente disso tudo?

Cebola: É uma grande honra. Digo honra porque faço parte desse projeto desde 2009. Um time formado pelos melhores jogadores de praia do Rio que já nasceram para serem campeões. Gosto de lembrar e honrar todos aqueles que ajudaram a fazer desse time o que ele é hoje. Esse ano estamos tentando mudar algumas coisas que saíram erradas em outros anos e continuar com as que deram certo.

Cebola veste a jersey 88 e joga de TE Créditos de imagem: NFL Luluzinha Club

L: Nós sabemos que, além de ser presidente, você também joga pelo time e pela seleção brasileira. De que maneira consegue conciliar tudo?

C: Na verdade, meu primeiro pensamento quando me tornei presidente seria em montar uma grande equipe para me ajudar e mandar em alguns assuntos com total autonomia. Corri atrás e hoje tenho equipes sensacionais fora e dentro de campo, que fazem o time acontecer. Mas você está esquecendo do que mais dá trabalho de conciliar, a vida profissional e a pessoal. Como ninguém no Flamengo FA é profissional, temos que trabalhar para pagar nossas contas e na área pessoal também tenho um grande apoio da minha esposa. Seleção Brasileira é consequência do trabalho que você faz sozinho, seja treinando, malhando ou estudando e, principalmente, no seu time.

L: A sua vasta experiência tem muito a contribuir para o crescimento do FA no Brasil?

C: Como disse antes, acredito que um grande jogador e um grande time se fazem com uma grande comissão e essa experiência tem que ser passada, já que o futebol americano é um esporte muito novo ainda no Brasil mas tem gente que não gosta de ensinar ou não sabe como. Você pode ser um excelente jogador e um péssimo técnico ou vice versa, tudo depende da capacidade e estudo. Gostaria de continuar a trabalhar com o futebol americano quando parar de jogar, só não sei se serei bom em ensinar…

L: Sobre a mudança do nome Flamengo FA para Flamengo Imperadores, qual é o significado para o time? Trará muitos benefícios?

C: Este é um time oriundo do Rio de Janeiro Imperadores, que foi o primeiro campeão brasileiro full pad. Quando fechamos a parceria com o Flamengo em 2013, preferimos começar com o nome Flamengo Futebol Americano. Agora que eles aceitaram o uso da marca Imperadores, simplesmente juntamos o maior time de futebol do Brasil com o primeiro campeão brasileiro de futebol americano e um dos times mais vitoriosos. Com certeza grandes frutos virão dessa parceria.

L: Como é ser reconhecido pelo clube pelo qual vocês carregam o nome? Qual é a sensação em serem representados por uma escultura na parede?

C: Reconhecimento nós conseguimos pelo bom trabalho realizado. Estamos batalhando esse reconhecimento no clube, e, principalmente, pelos seus torcedores. Existe a modalidade futebol americano sendo defendida pelas cores do Flamengo e essa escultura prova que conseguimos vencer. Agora nosso esporte está marcado para sempre lá no museu, com uma escultura, uma jersey e um helmet junto de todos os outros esportes e troféus já conquistados pelo Flamengo.

Bola de futebol americano está na parede eternizada. Créditos de imagem: NFL Luluzinha Club

L: Todos os times, inclusive o de vocês, tem se empenhado nos treinos para as competições que estão por vir. Vocês ficam de olho nos jogadores também nessa fase? Há a possibilidade de contratações baseadas nisso?

C: Hoje em dia com a obrigação de filmar e postar seus jogos fica mais fácil de conhecer os times, os principais jogadores, estudar suas tendências e etc. Mas, com relação a como os outros times realizam seus treinos não dá muito para saber, a não ser que você esteja lá para ver. Em relação a convidar jogador ou técnico é muito complicado, porque envolve uma questão financeira, sustentar idas e vindas, salário ou local para esse membro morar. É um dinheiro que poucos times no Brasil tem para arcar.

L: Este ano acontecerá, em um novo formato, o campeonato Nacional (BFA). Como estão os preparativos da equipe?

C: Estamos treinando cada vez mais para formar um time mais entrosado e pronto para cada adversário. Fizemos um período maior de training camp esse ano e pretendemos fazer outro no meio da temporada.

L: O primeiro jogo já tem data marcada, no dia 01/07 contra o Botafogo Reptiles. O que esperar deste confronto?

C: Estamos esperando uma grande partida, pois já jogamos contra eles algumas vezes e sabemos o que esperar de cada lado, mas é sempre bom estar ligado nas trick plays. É um primeiro confronto muito duro para mostrar como cada time vem para esta temporada.

Créditos de imagem: NFL Luluzinha Club

Um ping pong breve:

Um sonho: Um sonho realizado é o meu filho. A se realizar seria assistir a um Super Bowl ao vivo.

Um hobby: Moto e luta.

Bolacha ou biscoito: Claro que é bixcoito.

Time FABR: Flamengo Imperadores.

O que o Flamengo Imperadores significa: Raça, amor e paixão.

Time da NFL: Chicago Bears.

Odell Beckham Jr. ou Antonio Brown: Antonio Brown.

Cam Newton ou Aaron Rodgers: Um dos QB’s mais completos da liga hoje, Aaron Rodgers. Olha que adoro muito ele, mesmo sendo de um time rival.

Super Bowl que te marcou: Temporada 2006 – Super Bowl XLI Chicago Bears 17 x 29 Indianapolis Colts.

Este foi o bate papo que rolou com Presidente Cebola. Nós do NFL Luluzinha Club desejamos que todos os objetivos sejam alcançados nesta nova temporada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *