LULUZINHA ENTREVISTA AIRTON, DO TATUÍS E REPTILES

LULUZINHA ENTREVISTA AIRTON, DO TATUÍS E REPTILES

O Luluzinha Entrevista da vez será com o Airton, um atleta de futebol americano bem versátil que joga de WR, LB, TE e QB. Ele contou pra gente sobre as diferenças de atuar tanto na grama como nas areias do Rio de Janeiro, pois é atleta do Ipanema Tatuís. E ainda nos fala sobre as expectativas em relação ao Botafogo Reptiles estreando na BFA.

Luluzinha: Como você conheceu o esporte e por que decidiu praticá-lo?

Airton: Conheci o esporte através de amigos que jogavam basquete. Após uns dois ou três anos de insistência resolvi ver um treino e gostei bastante.

 L: Você pode contar um pouco da sua história dentro do FA?

A: Comecei a jogar Futebol Americano em 2006. Fui chamado para um time em formação, Mamutes. Eles precisavam de alguém rápido e que tivesse um bom catch. Eu respondia às expectativas e lá fui. Treinei, gostei e acabei voltando na outra semana. Na época o Diego Martire, irmão do Mamão (QB do Botafogo Reptiles) era capitão de defesa e achou que eu daria um bom pass rusher. Logo troquei de posição. Com os anos fui entendendo um pouco melhor sobre o jogo e me destacando. Consegui por 2x ficar entre os melhores LB do campeonato, um deles com votação unânime. Essa exposição me rendeu uma posição na 2º seleção carioca no torneio de estados. Um final de semana incrível, jogos atrás de jogos, uma equipe completamente inconsequente, mas extremamente talentosa. Nos sagramos campeões.

Depois disso tive mais uns bons anos como o Mamutes e um vice-campeonato brasileiro com o Vasco Patriotas. De lá pra cá. joguei mais alguns anos na defesa até que mudei de posição e comecei a treinar como QB/TE no Mamutes e de QB no Botafogo, antes mesmo de virar Reptiles. Posição que eu continuo treinando até hoje.

L: Qual é a maior dificuldade que sente ao praticar esse esporte?

A: A falta de apoio e patrocínio acho que é a dificuldade geral do esporte. No meu caso em especifico a dificuldade maior é a preparação física. Tendo em vista que eu não sou alto nem forte, eu preciso sempre estar muito ágil e bem preparado. Mas toda vez que caio em confronto com bloqueadores mais pesados fica mais difícil e desgasta muito para o último quarto.

L: Quais as diferenças de jogar na areia e no campo?

A: Eu sou fã da areia, sem dúvida, porém são esportes diferentes, muito diferentes. FA de areia é um esporte mais lento, com mais contato, porém menos dolorido. Na grama tudo é mais rápido, uma pisada em falso vira um problema irremediável. Tackle em velocidade dói para os dois lados. Manter um bloqueio é mais fácil também.

L: Como você resume a participação do Ipanema Tatuís no Carioca Bowl?

A: Achei uma ótima participação. Jogamos sem treinar, então o ataque ficou devendo em entrosamento. A defesa jogou muito bem, foi o melhor setor do time. Tivemos problemas com pessoas que falaram que iam jogar e nem apareceram, isso dificultou nossa participação.

L: Qual a sua expectativa pro Botafogo Reptiles na BFA essa temporada?

A: As expectativas são altas. Os treinos estão indo muito bem, estamos concentrados e focados para já começarmos bem o campeonato. A estréia é difícil, será contra o Flamengo Imperadores, mas podemos vencê-los. É só manter a concentração e não cometer erros bobos. Miramos os playoffs.

 L: Você, com toda sua experiência no FA, acreditaque já alcançou seu objetivo? E qual seria?

A: Eu acho que já alcancei o melhor do meu jogo, devido a idade e algumas dores acumuladas pelos anos estou em declínio, infelizmente. Isso não me faz parar de lutar. O objetivo ainda é ser campeão brasileiro, trabalho bastante para isso, treino, malho, estudo e troco muito com outras pessoas. Vamos ver no que vai dar.

L: Qual a sua maior inspiração no FA?

A: Ainda são dois grandes camisas 20! Ed Reed e BrianDawkins. A paixão que eles colocavam no jogo, a intensidade… É diferente, são jogadores que poderiam literalmente matar um WR perdido em campo.

L: Em que o esporte mudou em sua vida?

A: Sou uma pessoa muito competitiva e isso atrapalhou minha relação com pessoas do próprio time. Às vezes, não me expressava bem e não tinha a capacidade de liderar, isso sem dúvida mudou muito em mim. Apesar do jogo agressivo que é, eu me mantenho sempre com a cabeça no lugar para fazer leituras e me relaciono melhor com as pessoas ao meu lado.

L: No Botafogo Reptiles você joga como QB e LB, no Ipanema Tatuís como LB e TE. Qual seria a sua maior dificuldade jogando em posições diferentes e em modalidades diferentes?

A: Apesar da versatilidade das posições, não vejo muitos problemas nessa troca. Como LB aprendi a ler o ataque e restringir suas possibilidades, como QB aprendi a explorar melhor a fraquezas nas defesas. A única coisa que realmente diferencia é a habilidade de receber a bola. Ainda recebo como um CB, posiciono minhas mãos muito antes da bola e isso facilita ao marcador. Já como QB, hoje, não tenho muitas dificuldades. Já venho treinando há um bom tempo, se torna natural.

 L: Em que o Futebol Americano auxilia no seu cotidiano?

A: O relacionamento com as pessoas. Depois do FA me dou melhor e respeito mais as diferenças.

L: Qual o seu maior sonho como atleta de FA?

A: Meu maior sonho ainda é ser campeão brasileiro. É algo que tenho perseguido há muito tempo.

Rapidinha

Time da NFL: Philadelphia Eagles

Time FABR: Botafogo Reptiles

Coxinha pelo bico ou pela bunda: Pelo bico, sempre.

Feijão por cima ou por baixo: Feijão por cima, tem que misturar tudo.

Melhor jogador de todos os tempos: Tom Brady

Melhor QB: Tom Brady, mas Drew Bress e Aaron Rodgers precisam ser citados.

Super Bowl que te marcou: Steelers x Cardinals, parecia final de filme.

Filme sobre FA: Um domingo qualquer

Tom Brady esvaziou, ou não, as bolas no jogo: Não faz diferença.

Peyton ou Eli Manning? Peyton sem dúvida. Eli teve melhores times que o irmão, só por isso tem 2 SB.

Assiste ao Super Bowl com a família, com amigos ou todo mundo junto: Todo mundo junto. Sempre agregando mais gente.

Esse foi o bate papo que tivemos com o Airton, o camisa 20 do Ipanema Tatuís e Botafogo Reptiles. A estreia do Reptiles na BFA será no dia 02 de julho no Estádio de São Cristóvão no Rio de Janeiro. O NFL Luluzinha estará presente na sideline trazendo todas as novidades para vocês!

Enjoy! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *