ENTREVISTA: NOVA PRESIDÊNCIA DA FEFARJ – FEDERAÇÃO DE FUTEBOL AMERICANO DO RIO DE JANEIRO

ENTREVISTA: NOVA PRESIDÊNCIA DA FEFARJ – FEDERAÇÃO DE FUTEBOL AMERICANO DO RIO DE JANEIRO

O futebol americano carioca está crescendo. Com uma nova gestão, a FeFARJ começa a temporada 2018 dando mais apoio aos times e ao Campeonato Estadual. Para saber um pouco mais sobre essas mudanças, procuramos os novos presidente e vice-presidente.

FeFARJ
Foto: Divulgação

Liderando a Federação, temos a presidente Tatiana Sabino, também presidente do time full pad feminino Big Riders. O vice é Gabriel Buzzi, um dos responsáveis pela primeira temporada de sucesso do Fluminense Guerreiros. Confira abaixo nossa entrevista:

Luluzinha: Qual a expectativa dessa nova diretoria para o campeonato estadual?

FeFARJ: A expectativa é grande e a melhor possível!!! Uma das nossas primeiras ações foi justamente entrar de cabeça no desenvolvimento de um protótipo do campeonato estadual do Rio de Janeiro. Ele irá acontecer já em 2018. Os times full pad que hoje são filiados à FeFARJ começaram a se mobilizar há algum tempo para organizar um campeonato agora no primeiro semestre. A intenção é que o torneio contribua para a pré-temporada nacional e se torne o campeonato estadual aqui do Rio de Janeiro.

É um modelo bastante curto, ainda experimental e que trará marcas muito fortes do mundo do “FARJ” unidas pelo crescimento da nova FeFARJ! Além disso, é um modelo-semente, que, sendo bem irrigado, se expandirá em pouquíssimo tempo, além de entregar muitos frutos para todo o nosso estado.

Acreditamos que MUITO EM BREVE, todos terão boas noticias sobre isso!!!

Luluzinha: O que podemos esperar de mudanças para a FeFARJ?

FeFARJ: As novidades são muitas e grande parte já está em andamento, embora tenhamos acabado de assumir a Federação. Nossa prioridade é colocar em dia a formalização e institucionalização da FeFARJ, atualizando a documentação da Federação. Além disso, recebemos algumas demandas bastante gritantes no nosso estado. Exemplos são a necessidade da formação de novos árbitros e da institucionalização de um órgão de apelação para a solução de controvérsias entre os times filiados.

Sobre a primeira demanda, estamos planejando novas clínicas de arbitragem (para todas as modalidades). Inclusive com o apoio de novas tecnologias, para garantir o acesso não apenas da capital, mas também dos times do interior do estado, que é onde está a grande riqueza da FeFARJ, já que é de onde saem os jogadores que alimentam os maiores times do Rio. Nossa ideia é investir em formação para todos, de forma universal e democrática!

Já a respeito de um órgão de apelação, iniciaremos em poucos dias as conversas com Federações de outros estados, que já possuem um TJD e o utilizam com grande maestria e capacidade, como é o caso da FEFAAM e da FPFA. Este é, aliás, um grande trunfo que temos por estarmos alinhados com a Confederação Brasileira de Futebol Americano. A troca de experiência e conhecimento com outras Federações e com a própria Confederação, apesar de viverem realidades distintas da nossa, passam por desafios muito semelhantes.

FeFARJ
Foto: NFL Luluzinha Club – LiFFA 2017

Luluzinha: Qual o planejamento para obterem uma melhoria na gestão do futebol americano fluminense?

FeFARJ: Optamos por tocar a Federação com uma gestão 100% profissional, orientada para a entrega de resultado aos times filiados. Para isso, juntamos todos os tipos de profissionais que você vê nas grandes empresas. Advogados, contadores, administradores, publicitários, designers… A intenção é utilizar a interdisciplinaridade da equipe. Queremos fazer da FeFARJ uma grande incentivadora e investidora do FA no Rio de Janeiro. Aqui é importante que se diga, não apenas para o full pad masculino, mas para todas as modalidades: full pad, flag, praia, feminino, sub-19 e infantil.

Criamos diretorias não-estatutárias para cada uma das modalidades, de forma que cada uma delas esteja no coração da Federação. Assim se garante não apenas a representatividade, mas ainda trabalho executivo e constante dentro da Federação para o crescimento conjunto.

Planejamos ainda um extenso “Plano de Modernização”. Ele contemplará o cadastro único de times e atletas de FA (em todas as modalidades), bem como filiações e pagamentos digitais. Haverá também grande campanha de publicidade em redes sociais, divulgação maciça do esporte junto à sociedade fluminense em campanhas de disseminação do esporte para o grande público, além de outras novidades que chegarão a todos em breve.

Luluzinha: O que vocês acreditam que seja fundamental para o desenvolvimento do esporte?

FeFARJ: Nosso lema é: “choque de ordem”! Todo o trabalho da nossa equipe está fundamentado para garantir, antes de qualquer coisa, a ORGANIZAÇÃO do nosso esporte em nosso estado. Para isso, decidimos utilizar os já tradicionais “quatro princípios básicos de governança corporativa” em tudo o que for relacionado à Federação aqui do Rio de Janeiro:

Fairness – Que significa a equidade no tratamento justo e igualitário de todos os times regularmente filiados e cumpridores das obrigações estatutárias. Tanto na distribuição de benefícios, quanto nos resultados das operações;

Disclosure – Que representa nosso compromisso em divulgar com clareza e total transparência as realizações da Federação. Principalmente as informações relevantes e que tenham influência no desenvolvimento dos times filiados;

Accountability – Que está ligada à responsabilidade de prestação de contas contínua. Estamos conscientes de que todo o dinheiro da Federação pertence aos filiados e, por isso, prezamos sempre pelo fair play financeiro e equilíbrio de contas;

Compliance – Que nos compromete com o cumprimento fiel das normas reguladoras explícitas no estatuto da FeFARJ. Dos regimentos dos órgãos esportivos aos quais somos filiados e das leis brasileiras, ressaltando sempre nossa postura ética.

 Luluzinha: Qual medida será tomada para melhorar a divulgação e qualidade das partidas?

FeFARJ: Como exposto em algumas perguntas anteriores, a utilização de novos profissionais de marketing, apaixonados pelo futebol americano e 100% comprometidos com o projeto da nossa gestão, nos permite desenvolver um plano de marketing que garanta ampla divulgação não apenas das partidas e seus resultados, mas, ainda, do nosso esporte para o público que desconhece ele! Além disso, é nossa intenção garantir ainda, a divulgação irrestrita de todos os atos federativos. Agenda da Presidente e do Vice, apoio na venda de ingressos, portal transparência, entre outras iniciativas que estão sendo moldadas pelo Diretor de Marketing.

Quanto à qualidade das partidas, a primeira iniciativa é formação! Garantir que dirigentes, comissões, jogadores e árbitros conheçam melhor o esporte. Que tenham melhores condições de trabalho, consigam se organizar melhor e aprimorem constantemente suas capacidades técnicas em campo e fora dele. Além disso, também é função da Federação fiscalizar. Desta forma, estamos prevendo a nomeação de delegados da FeFARJ para acompanhar as partidas (e, por que não, também treinos e eventos) dos times filiados que forem realizadas no estado do Rio de Janeiro, para garantir que as normas aprovadas pela CBFA estão sendo fielmente cumpridas por todos os times. Tudo prezando sempre pelo bom senso e, evidentemente, considerando as limitações específicas do esporte no nosso estado.

FeFARJ
Foto: NFL Luluzinha Club – Scrimmage Flamengo x Fluminense

Pelo que a Federação quer trazer, podemos esperar por uma temporada bem diferente no Rio de Janeiro. Parabéns para a Tatiana, mais uma mulher se destacando no mundo do Futebol Americano!

Para acompanhar tudo do FABR, é só ficar ligado no NFL Luluzinha Club!

Enjoy! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *