CONHEÇA O FLAGBALL KIDS ACADEMY

CONHEÇA O FLAGBALL KIDS ACADEMY

O NFL Luluzinha Club ficou encantado com o novo projeto social da advogada Marcelli Bassani, e não poderíamos de deixar de bater um papo com ela para sabermos mais sobre o Flagball Kids Academy e sobre essa idealizadora que fará a diferença do mundo do FA carioca.

Luluzinha: O que é exatamente o Flagball Kids Academy?

Marcelli: O Flagball Kids é uma organização não governamental com o intuito de disseminar o Futebol Americano (inicialmente com o Flag Football) em locais onde o mesmo poderia ser considerado elitizado, estimulando futuros atletas caso queiram continuar jogando. Entendo que não é só apresentar o esporte: é todo um conceito social de desenvolvimento humano daquela criança. É fazer a diferença para ela. A ideia da Flagball Kids é mais do que se apresenta hoje, não falta força de vontade para fazer do jeitinho que sempre imaginamos.

Foto: Marcelli Bassani

Luluzinha: Como você conheceu o esporte?

Marcelli: Conheci o Futebol Americano através de um amigo jogador. Cheguei a assisti-lo na areia em 2011, mas não me interessei na época. Ano passado ele me convidou para assisti-lo no Full Pad e achei bem inteligente, conforme mais contato eu tinha com o esporte, mais fui me apaixonando.

Luluzinha: Como surgiu essa ideia do projeto social?

Marcelli: Costumo dizer que ninguém vive sozinho e tive uma infância e adolescência que, muitos amigos e amigas teriam destinos completamente diferentes se tivessem um estímulo externo. As crianças hoje precisam de referências fortes para auxiliar na formação, e como o Futebol Americano é um esporte lógico, de raciocínio, em equipe, onde se respeitam as posições, os colegas e o técnico, achei uma excelente oportunidade de inseri-lo em ambientes carentes destes valores, trazendo o esporte para crianças que dificilmente teriam acesso ao mesmo sem o projeto. É realmente a vontade de fazer a respectiva parte para um futuro melhor.

Luluzinha: Qual a sua maior dificuldade para dar continuidade ao Flagball?

Marcelli: Surpreendeu-me e muito a receptividade das crianças e da comunidade ao projeto. A intenção é expandi-lo, e sabemos que o Futebol Americano é um esporte caro, com material, estrutura de treinos, ensino de inglês aos participantes, preparação física, todo um cuidado para evitar lesões, oferecimento de lanches pós treino, uniformes, divulgação… Tudo isto demanda tempo e dinheiro, e estamos em uma crise além de financeira, de cuidado ao próximo. Sem patrocínio e sem vontade de ajudar de qualquer forma é bem difícil.

Luluzinha: Hoje, ainda no começo de tudo, com quantas crianças vocês contam em média por treino?

Marcelli: Tivemos vinte e uma crianças na aula inaugural (cinco não puderam entrar pois chegaram muito atrasadas e atrapalhariam o treino das presentes – sim, me cortou o coração, mas é o respeito ao colega que se esforçou desde o início), e sabendo que existe todo um estímulo das próprias crianças aos colegas, temos uma estrutura atual para trinta crianças por período de treino, mas claro que a intenção sempre será crescer, e atender ao máximo possível de crianças.

Luluzinha: Como funciona a parte técnica? O projeto conta com quantas pessoas?

Marcelli: A equipe conta com pessoas técnicas experientes no esporte, como Isabella Marzullo (jogadora de Flag Football e presidente do Fluminense Guerreiras), Beto Ulrichsen (jogador de Futebol Americano pelo Mamutes F.A.), Luiz Philliph “Emílio” Reis (jogador de Futebol Americano pelo Mamutes F.A.) e Kely Araújo (jogadora de Flag Football do Big Riders), a fisioterapeuta Júlia Xavier (CREFITO/RJ 233905-F) e a professora de Educação Física Mariana da Fonseca Barros (CREF/RJ 045548-G), mas que toda ajuda é mais que bem vinda, independentemente de time.

Luluzinha: Qual é o seu principal objetivo?

Marcelli: O objetivo é bem claro: oferecer condições de cuidado social para essas crianças por meio do esporte e expandir o Futebol Americano no Brasil para termos maior diversidade de jogadores futuramente.

Luluzinha: Como são feitos os treinos?

Marcelli: Os treinos são adaptados às crianças, com toda a vertente para a inserção gradual do esporte para elas. Este grupo especificamente não conhece nada de FA, o que torna o desafio bem mais recompensante.

Luluzinha: Qual o próximo passo?

Marcelli: O próximo passo é realmente estruturarmos o projeto, para quem sabe expandirmos sem perder a qualidade.

Luluzinha: Qual é o maior prazer que o Flagball Kids já lhe proporcionou?

Marcelli: Lógico que ver tantas pessoas torcendo para que o projeto dê certo é estimulante, mas nada é mais gratificante que ver as crianças de várias idades interessadas, esforçadas, respeitando umas as outras, obedecendo o corpo técnico, a comunidade agradecendo e querendo que o projeto continue… Sem dúvida saber que está fazendo a diferença naquele ambiente e quem sabe naquele futuro, não tem preço.

Foto: Marcelli Bassani

Desejamos toda sorte do mundo para que esse projeto lindo cresça cada vez mais! No sábado dia 29 de julho, estaremos presentes no treino do Flagball Kids, que acontece todo sábado, e quem quiser acompanhar é só ficar ligado no “Insta Stories” do NFL Luluzinha Club, @nfl_luluzinha. E durante essa cobertura, nós iremos sortear uma camiseta do FlagBall Kids! Fique de olho nas nossas redes sociais.

Enjoy! <3

One thought on “CONHEÇA O FLAGBALL KIDS ACADEMY

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *